Navigation Menu
Mário de Andrade, um modernista de caso com o comunismo
out12

Mário de Andrade, um modernista de caso com o comunismo

Há 126 anos, em 9 de outubro de 1893, nascia Mário de Andrade – o escritor e ativista cultural que melhor encarnou a chamada “fase heroica” do Modernismo brasileiro. Ao longo de sua vida pública – e particularmente ao refletir sobre a “aristocrática” Semana de Arte Moderna –, Mário incorporou cada vez mais preocupações com a cena política. Nesse percurso, fez referências elogiosas às ideias e práticas comunistas, sobretudo à...

Leia mais
Livro mostra as várias faces de Dom Quixote e Sancho Pança
out11

Livro mostra as várias faces de Dom Quixote e Sancho Pança

Os leitores de Miguel de Cervantes (1547-1616), expoente da literatura espanhola que se imortalizou com Dom Quixote, lançado em 1605 com o título El Ingenioso Hidalgo Don Quijote de La Mancha, têm uma referência importante para conhecer e refletir sobre a obra do escritor. Cervantes Plural: Dom Quixote, Novelas Exemplares, Persiles e Teatro, livro organizado pela professora Maria Augusta da Costa Vieira, da Faculdade de Filosofia,...

Leia mais
Machado de Assis
set29

Machado de Assis

Machado de Assis (Joaquim Maria Machado de Assis), jornalista, contista, cronista, romancista, poeta e teatrólogo, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 21 de junho de 1839, e faleceu também no Rio de Janeiro, em 29 de setembro de 1908. É o fundador da cadeira nº. 23 da Academia Brasileira de Letras. Velho amigo e admirador de José de Alencar, que morrera cerca de vinte anos antes da fundação da ABL, era natural que Machado escolhesse o...

Leia mais
É mais difícil escrever contos ou romance?
set25

É mais difícil escrever contos ou romance?

Vale a pena discutir se é mais difícil escrever um romance ou um conto? Segundo Octavio Paz, sem épica não há sociedade possível, pois não existe sociedade sem heróis em que se reconhecer. Jacob Burckhardt foi um dos primeiros a advertir que a épica da sociedade moderna é o romance. Mas como chamar de épico um gênero ambíguo, que mal se define entre a crônica, o ensaio filosófico, a confissão autobiográfica, em que tudo cabe e é...

Leia mais
A história do livro no Brasil
set25

A história do livro no Brasil

Tudo começou no Rio de Janeiro, sede da Corte de D. João VI A história do livro no Brasil tem seu começo quando, em 1808, a corte portuguesa se transfere para o Brasil. Com D. João VI vêm, além de seu séquito, o primeiro prelo, de madeira e fabricação inglesa e a Biblioteca Real. D. João ordenou a instalação da Imprensa Régia. Contudo, essa imprensa funcionava sob a poderosa censura do imperador. A imprensa brasileira de então não era...

Leia mais