Carnaval: setor de bares e restaurantes espera crescimento de até 15% em relação ao ano passado

 

Cidades como Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Recife preveem faturamento 15% maior. Já para Salvador e São Paulo, o aumento deve ser de até 10%

O Carnaval está chegando e promete aquecer não só as avenidas pelo Brasil, mas a economia nacional. O setor de bares e restaurantes espera um crescimento nos lucros de até 15% nas principais capitais onde a tradicional festa acontece. A previsão é da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

De acordo com a entidade, cidades como Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Recife devem faturar no Carnaval deste ano até 15% a mais do que no ano passado. Já para Salvador e São Paulo, o aumento deve ser de até 10%, em relação a 2022.

A pesquisa Tendências de Turismo, realizada pelo MTur, revelou que cerca de um terço dos brasileiros vai viajar no carnaval. “É uma grande oportunidade para se empreender no Turismo, então, mostra o tamanho do nosso potencial e as grandes oportunidades que o setor oferece para geração de renda”, destacou o ministro do Turismo, Celso Sabino.

Fatores positivos na economia do país impactaram diretamente essa expectativa de crescimento, como explica o presidente executivo da Abrasel, Paulo Solmucci. “No ano passado, tivemos quase 2 milhões de novos postos de trabalho, coisa positiva para todos, e duas notícias boas que liberaram renda para consumo: a queda da inflação, especialmente inflação de alimentos, que libera muitos recursos da população e a queda da taxa de juros” ressaltou.

PACOTES DE VIAGENS – No mesmo ritmo da folia, a busca por pacotes de viagens durante o Carnaval tem aumentado. Dados da plataforma de Decolar apontam que o interesse em conhecer o Brasil cresceu 114% em comparação com o ano passado. Destinos como Maceió (AL), Rio de Janeiro (RJ) e Salvador (BA) despontam como os favoritos, prometendo atrair um público animado em busca de experiências únicas durante o período do Momo.

PROTEÇÃO DAS MULHERES – Os ministérios do Turismo e das Mulheres estão alinhando uma campanha de proteção à violência de gênero e de combate ao assédio e à importunação sexual durante o período carnavalesco. As medidas envolverão o trade turístico, principalmente os segmentos de hotéis, pousadas, bares, restaurantes e casas noturnas. Entre os pontos discutidos estão, por exemplo, a possibilidade de criação de uma cartilha para gestores de bares e restaurantes.

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


quatro × cinco =