Brasil é “convidado de honra” da Feira do Livro de Havana

 

Além da ministra Margareth Menezes, delegação brasileira contará com nomes como Ailton Krenak, Conceição Evaristo, Emicida e Frei Betto

A 32ª Feira Internacional do Livro de Havana – um dos principais eventos do calendário cultural de Cuba – começa na próxima quinta-feira (15) em tons verde-amarelos. Para essa edição, o Instituto Cubano do Livro (ICL) escolheu o Brasil como “convidado de honra”.

O País participa formalmente da feira desde 2005. Apesar do nome, a feira não se resume a livros e à literatura. Uma ampla programação musical e audiovisual está marcada, com destaque para artistas e produções brasileiras. Marighela (2019), de Wagner Moura, será um dos sete filmes nacionais.

Além da ministra da Cultura do governo Lula, Margareth Menezes, a delegação brasileira contará com nomes como Ailton Krenak, Conceição Evaristo, Emicida e Frei Betto. O País doará centenas de livros para Cuba, com destaque para novos autores.

Inicialmente, a abertura da Feira de Havana estava prevista para 8 de fevereiro. Mas, a pedido do Itamaraty, o ICL aceitou adiar o início da programação para o dia 15, de modo a não coincidir com a celebração do Carnaval no Brasil.

Com o lema “Ler é construir identidade”, a 32ª edição da feira vai até o dia 25 de fevereiro, no Parque Histórico Militar Morro-Cabaña, em Havana. Em março, o evento continuará parcialmente em outras localidades cubanas.

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


18 − 12 =