Artistas e Personalidades se Unem para Trocar o TUC no Novo Teatro Hauer

 

Luta por revitalização do icônico Teatro Hauer, agora nas mãos de artistas e entusiastas locais

Enquanto a prefeitura anuncia planos para revitalizar a Travessa Nestor de Castro, ali tem o TUC – Teatro Universitário de Curitiba,  transformando-a na Rua da Memória, artistas curitibanos se mobilizam para resgatar uma joia histórica esquecida: o antigo Teatro Hauer. Nomes de peso como Beto Bruel, Thadeu Peronne, Danilo Aveleda, Cláudio Ribeiro, SATED, SEPED, Produtores, Fórum Permanente de Cultura do Paraná e muitos artistas. e o Portal Brasil Cultura estão na luta de uma iniciativa audaciosa que visa transformar o local em um Teatro Municipal de Curitiba.

A Travessa Nestor de Castro, entre o Largo da Ordem e a Praça Tiradentes, é alvo de uma revitalização anunciada pela prefeitura na última quinta-feira (18). Contudo, surge a proposta ousada dos artistas em reverter o destino do antigo Teatro Hauer, um dos primeiros teatros oficiais de Curitiba, inaugurado em 1891. Troca do TUC pela revitalização do Teatro Hauer.

O Teatro Hauer não é apenas um espaço cultural, mas um palco que testemunhou eventos históricos para o Paraná. Em 1897, foi o local escolhido para a primeira mostra de cinema do estado, apresentando ao público curitibano a inovação global da câmera de vídeo. Em 1909, sediou o encontro que resultou na fundação do Coritiba F.C., o primeiro clube de futebol do Paraná.

Após décadas de glória, o Teatro Hauer enfrentou desafios e fechou suas portas na década de 1930. O imóvel foi transformado em cinema, primeiro como Marabá e depois como Cine Bristol, mantendo-se como espaço de entretenimento até 1995.

Após seu fechamento, o imóvel passou por diversas transformações, abrigando o cinema Marabá e, posteriormente, o Cine Bristol. Desde 1995, o espaço enfrentou uma série de mudanças, incluindo a adaptação para o Bristol Golden Bingo e, mais recentemente, uma igreja evangélica.

Agora, a proposta é clara: em troca do Teatro Universitário de Curitiba (TUC), a cidade ganhará o renascimento do Teatro Hauer como o novo Teatro Municipal de Curitiba.

A proposta dos artistas é clara: em troca da revitalização da Travessa Nestor de Castro, que ganhará a identidade de Rua da Memória, a cidade deve resgatar o Teatro Hauer e transformá-lo no novo Teatro Municipal de Curitiba. Nomes como Teatro Maurício Távora, Odelair Rodrigues, Aramis Millarch, ou Sinval Martins são sugeridos para homenagear figuras marcantes da cultura local.

O movimento ganha força nas redes sociais com a hashtag #TeatroHauerVivo, e a cidade aguarda ansiosamente para saber se o TUC (Teatro de Curitiba) será mesmo trocado pelo ressurgimento do icônico Teatro Hauer. O destino cultural da capital paranaense está nas mãos da comunidade artística e claro, da prefeitura, que têm agora a oportunidade de escrever juntos um novo capítulo ou ATOS (Ato (do latim actu), no contexto teatral, é uma das divisões ou unidades que compõem uma peça de teatro ou uma ópera. ) na história cultural de Curitiba.

 

#TeatroHauerVive

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


5 × dois =