“O velho e o mar”, a redenção literária de Ernest Hemingway
set23

“O velho e o mar”, a redenção literária de Ernest Hemingway

Em 1950, Ernest Hemingway era considerado pela crítica um escritor “acabado”. Morando em Cuba há dez anos, não publicava nada desde seu último romance de sucesso, Por quem os sinos dobram (1940). Uma década mais tarde, seu retorno literário com Na outra margem, entre as árvores (1950) foi mal recebida pelo público e pela crítica. Por Paulo Henrique Pompermaier As constatações de que se tratava de um romance muito emocional, estático e...

Leia mais
150 anos: obra “O capital” ainda traz luzes para o presente e o futuro
set21

150 anos: obra “O capital” ainda traz luzes para o presente e o futuro

Ao completar 150 anos, o livro “O Capital”, de Karl Marx, parece mais atual do que nunca. É neste contexto de dificuldade no plano mundial, e de um Brasil que vive uma de suas piores crises econômicas e política, que se insere o seminário “O Capital 150 anos”, realizado em Porto Alegre. Por Clomar Porto para o Portal Vermelho Iniciado nesta segunda-feira (18), prosseguirá nos dias 21, 25 e 27 de setembro,...

Leia mais
Dez dicas para curtir e manter o hábito de escrever
set13

Dez dicas para curtir e manter o hábito de escrever

“Se lhe ocorrer um argumento brilhante, uma réplica vitoriosa que mude o rumo da conversa, não ceda à tentação de brilhar, mantenha o silêncio; as pessoas finas verão sua inteligência nos seus próprios olhos. Você terá tempo de se mostrar inteligente quando for bispo.” (A cartuxa de Parma, Stendhal)   Lendo Cervantes, Rabelais, Stendhal, Eça de Queirós, sinto-me no mais feliz dos mundos, feito de pessoas que não se levam tão a...

Leia mais
Paulo Freire, uma história de vida
set12

Paulo Freire, uma história de vida

  No ano que se completa 20 anos da morte de Paulo Freire, o educador é homenageado em mais uma obra literária. O livro Paulo Freire, uma história de vida, assinado por Ana Maria Araújo Freire, sua viúva, revisa o texto biográfico publicado em 2005 pela Villa das Letras, e soma a ele fotos, documentos inéditos e um encarte com manuscritos de poemas escritos pelo educador. Críticos falam da originalidade da obra e de seu valor...

Leia mais
Uma miragem real de livros no sertão da Bahia
ago29

Uma miragem real de livros no sertão da Bahia

Zé do Bode estacionou seu caminhão com o primeiro carregamento para a Biblioteca do Paiaiá, povoado do município de Nova Soure, no sertão da Bahia, a quase 250 quilômetros de Salvador. Acontece que tinham roubado livros raros do acervo do Itamaraty, no Rio de Janeiro, e a televisão divulgou. Uma senhora viu o noticiário, viu o caminhão, e achou que os livros roubados estavam lá. Quase deu confusão, mas ajudou a divulgar. Por Vitor...

Leia mais