Hoje é Dia Nacional do Sorvete

 

No dia 23 de setembro é comemorado o Dia do Sorvete, a sobremesa preferida pelos brasileiros para se refrescarem das altas temperaturas e há quem não recuse uma casquinha nem nos dias frios.

Com sabores e opções para agradar os mais variados grupos, a iguaria coleciona apreciadores em todos os lugares do mundo.

Acompanha com a gente como surgiu o Dia do Sorvete e conheça 5 marcas artesanais que vale a pena conhecer!

Por que dia 23 de setembro é o Dia do Sorvete?

Criada pela Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes (ABIS), a data coincide com o início da Primavera para estimular as vendas do setor. Como a estação marca a chegada de dias quentes, celebrar o Dia do Sorvete tornou-se uma maneira das pessoas aumentarem o consumo do doce.

Como surgiu o sorvete

Tudo começou na China, há quatro mil anos, quando uma mistura de leite e arroz foi congelada na neve e formou uma sobremesa parecida com um granizado, conhecido como raspadinha ou raspa-raspa.

Naquela época, apenas a nobreza consumia o doce, porque o leite era uma mercadoria cara e era necessário ter câmaras frigoríficas subterrâneas, que conservavam o produto até o verão. A matéria-prima e os equipamentos de refrigeração não eram acessíveis para grande parte da população.

Contudo, no século XIII, a receita navegou oceanos e chegou à Europa, mais precisamente na Itália, pelas mãos do explorador Marco Polo. Depois de se aventurar em território, ele aprendeu como produzir o sorvete e disseminou sua receita, que ficou restrita aos italianos até aproximadamente o século XVI.

A exportação aconteceu com o cozinheiro de Catarina de Médici, uma nobre italiana, esposa do rei Henrique II, que foi rainha consorte da França. Ele quem inseriu a prestigiada receita nas cozinhas da corte francesa.

Quem trouxe o sorvete para o Brasil

Dá para imaginar que o Brasil viveu 334 anos sem ter ideia de como era o sabor de um sorvete? Com exceção da nobreza, que em sua maioria era oriunda da Europa.

Mas a chegada da guloseima em terras tupiniquins não poderia ser mais emblemática. Em 1834, o navio americano Madagascar saiu de Boston e aportou no Rio de Janeiro, trazendo cerca de 200 toneladas de gelo em blocos.

Surpreendentemente, o estoque durou quase cinco meses sendo conservado com serragem em depósitos subterrâneos, onde as temperaturas mais baixas evitavam que o gelo derretesse com facilidade.

Na época ainda não existiam equipamentos como geladeiras e freezers para guardar o sorvete depois de pronto, então, as sorveterias avisavam a hora certa que as massas geladas iriam sair e causavam longas filas de pessoas animadas para experimentarem a novidade.

Sobremesas tradicionais com sorvete

Neste Dia do Sorvete, vale conferir algumas receitas bem conhecidas pelo Brasil adentro que levam a massa gelada, tais como:

Banana split

Também pode ser pedida como banana-rachada, é uma receita que veio dos Estados Unidos, onde a chamam de sundae. De maneira clássica, ela é servida em uma travessa como se fosse um barco e leva banana e bolas de sorvete de baunilha, chocolate, morango.

Para finalizar, tem chantili, calda ou xarope de chocolate, morango ou caramelo, e é decorada com farelo de amêndoas, castanhas ou nozes.

Milk-shake

Dependendo da região é chamado de batido de leite, leite batido, frapê, vitamina ou milk-shake. E é provável que em algum momento da vida você já provou ou ainda vai experimentar!

Trata-se de uma bebida gelada e bem cremosa, que leva basicamente sorvete de baunilha, morango ou chocolate. Há lugares que servem receitas criativas e investem em misturar frutas, biscoitos e outros variados ingredientes.

Ele é servido em copo alto e decorado com calda, chantilly e, tradicionalmente, recebe uma cereja no topo.

Petit gateau

Na clássica sobremesa francesa, o sorvete não se destaca sozinho. Ele é a dupla perfeita de um pequeno bolo de chocolate com recheio cremoso e que escorre quando é cortado ao meio.

Além da receita tradicional, existem diversas opções de petit gateau para experimentar com os sorvetes que desejar.

Vaca-preta

Sorvete flutuante, flutuante ou vaca-dourada, basicamente, a bebida é preparada com sorvete de baunilha e refrigerante. Suas variações dependem da bebida que é misturada:

Vaca-preta (Há lugares que oferecem a opção de massa de chocolate): feita com refrigerante de cola.

Vaca-amarela: batida com refrigerante de laranja.

Vaca-dourada: acompanha refrigerante de guaraná.

Flutuante: preparada com refrigerante de limão.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


cinco × 4 =