MUSEU DA DIVERSIDADE SEXUAL PROMOVE PROGRAMAÇÃO VIRTUAL COM RODA DE CONVERSA, AULAS DE YOGA, OFICINA DE BORDADO E A 9ª EDIÇÃO DO SARAU LGBT

 

Durante o período de isolamento social, as atividades online seguem sendo uma ótima oportunidade para manter a população conectada com a arte, cuidados com o corpo, promover debates e levantar pautas sociais relevantes. Pensando nisso, o Museu da Diversidade Sexual – MDS, instituição vinculada à Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerido pela Amigos da Arte, transmite no mês de março aulas online de Yoga (6 a 27/3), bate-papo sobre Mediação Cultural e Feminismos (11/3), oficina de bordado (12/3) e também a 9ª edição do Sarau LGBT do Museu da Cidade em parceria com o MDS (20/3).

 

A programação virtual é transmitida pelas redes sociais e plataforma Cultura em Casa, criada pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerida pela Amigos da Arte.

 

Programação

 

Dias 06, 13, 20 e 27 de março, sábados, 10h

Mona, se cuida, se ama!

 

Maratona de aulas abertas no Instagram com Vanessa Joda, idealizadora da página @Yogaparatodos. A professora fará uma introdução à prática de Yoga visando ações para todas as corpas.

 

Dia 11 de março, quinta-feira, 19h

Mediação Cultural e Feminismos Plurais

 

Bate-papo mediado pela educadora Gabriela Augusta, com três convidadas abordando questões de gênero, representatividade feminina e educação em processos de mediação cultural. Este encontro contará com as presenças de Ferícia Lopes (@fericialopes), travesti, negra, educadora e estudante de Letras na USP; Fabiana Lima (@fabianalimamulticultural), educadora, jornalista e produtora cultural e Mayana Vieira (@mayana_vieiram), educadora nas áreas de linguagem, direitos humanos e integrante do Slam do Grajaú e Brejo Produções.

 

Dia 12 de março, sexta-feira, 16h

Oficina de bordado com Jessica de Sá

 

@bordadeiradebusao, utilizando palavras, bordões e símbolos LGBTQIA+. A proposta da oficina é traçar relações entre o trabalho de Jéssica e a obra “Fresta” da artista Silvana Marcondes, que está na exposição Ressetar, do MDS. Vale lembrar que essa é uma primeira aproximação com o bordado e a participação é livre e para iniciantes. No encontro serão apresentados dicas de materiais, instruções de como passar o desenho para o tecido e dois pontos diferentes de bordado. O desenho que será bordado durante a oficina, será previamente disponibilizado.

 

Dia 20 de março, sábado, 14h

9ª edição do Sarau LGBT do Museu da Cidade realizada em parceria com o MDS com o tema #Ao vivo e a cores.

 

 

A plataforma #CulturaEmCasa foi lançada no dia 20 de abril do ano passado. Seu objetivo é ampliar o acesso da população a conteúdos culturais de qualidade, 100% gratuito. Nos quatro primeiros meses, registrou cerca de 1,6 milhão de visualizações e 1,2 mil conteúdos disponibilizados.

 

O conteúdo é gerado pelas instituições culturais vinculadas à Secretaria, por instituições parceiras e por artistas e produtores culturais independentes, que são remunerados pelo licenciamento. Trata-se, portanto, de um instrumento de geração de renda e oportunidades para o setor cultural e criativo de São Paulo.

 

Realizado pela plataforma, o Festival #CulturaEmCasa apresenta lives de artistas representativos da diversidade cultural de São Paulo, como Renato Teixeira, José Celso Martinez Corrêa, Supla, Sérgio Mamberti, Tom Zé, André Abujamra, Cássio Scapin, Erasmo Carlos, o pianista Marcelo Bratke, Paula Lima e Alaíde Costa, Digão (Raimundos), João Suplicy, Lucy Alves e Rodrigo Penna. É transmitido de sexta a domingo, às 21h30.

 

A plataforma segue apresentando as lives do Intensivão #CulturaEmCasa (que atualmente ocorre de segunda a quinta-feira às 17h). O Intensivão é uma série de aulas e palestras com temas diversos relacionados à arte e à criatividade. Já participaram nomes como Marcelo Tas, Débora Tabacof, Estéfi Machado, Ivam Cabral, Rita Von Hunty e Dona Jacira, Paulo Jackson (do Museu Catavento), Renata Lipia, William Coelho e Rogério Zaghi (Osesp), Moreira de Acopiara, Donny Correia, entre outros.

 

Ainda no formato live, a plataforma #CulturaEmCasa também lançou no dia 29 de junho, o programa #DiálogosNecessários, que reúne pensadores e profissionais de diversas áreas para reflexões plurais com abordagens diversificadas e antagônicas. Os encontros são moderados pelo ensaísta e professor de Literatura João Cezar de Castro Rocha e pelo jornalista Martim Vasques da Cunha. O #Diálogos Necessários é veiculado às segundas e quartas-feiras, às 17h.

 

Na plataforma, também é possível acompanhar o #SPGastonomia, lançado no dia 6 de julho. De segunda a quinta-feira, às 19h30, chefs, nutricionistas e especialistas brindarão o público com aulas, receitas, histórias, curiosidades e debates sobre diversos temas relacionados à gastronomia de São Paulo. É uma grande vitrine da diversidade e da qualidade do setor. As lives têm nomes como Lucas Corazza, Mohamad Hindi, André Boccato, Morena Leite e Lucas Bernardini, Fabrízio Fasano Jr, Roberta Sudbrack, o Chef teen Eduardo Prado, Dri Knapp e Angelita Gonzaga.

 

A plataforma reúne também conteúdos inéditos das instituições da Secretaria, entre as quais a OSESP, a Jazz Sinfônica, a Pinacoteca, o Museu da Imagem e do Som, o Museu do Futebol, o Museu da Diversidade Sexual, a São Paulo Companhia de Dança e o Projeto Guri.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


10 + 8 =