Navigation Menu

“Ensaios brasileiros contemporâneos”

A Fundação Nacional de Artes – Funarte/Ministério da Cultura lançou, no dia 19 de abril, no Rio de Janeiro, os cinco últimos volumes da Coleção Ensaios brasileiros contemporâneos, com os títulos: Psicanálise, Política, Artes Visuais, Filosofia e Literatura.

 

Na coleção, concebida por Francisco Bosco, cada livro aborda uma área de conhecimento. Cada volume foi organizado por nomes reconhecidos na área abordada. A antologia tem como objetivo apresentar um panorama inédito da produção ensaística contemporânea brasileira, em campos distintos do saber. O presidente da Funarte, Stepan Nercessian, deu continuidade ao projeto dos Ensaios Brasileiros Contempâneos, não somente por ser este um compromisso já da Funarte, como também por ter verificado a importância do gênero ensaio e dos textos para a arte do Brasil. Na noite de autógrafos os organizadores de cada livro participarão de uma mesa de apresentação aberta ao público, mediada por Bosco.

 

O lançamento reúne os volumes Política, planejado por Wilson Gomes, Fernando Lattman-Weltman e Antonio Engelke; Artes Visuais com curadoria de Fernando Cocchiarale, André Severo e Marília Panitz; Filosofia, cujos organizadores foram Pedro Duarte, Luciano Gatti e Ernani Pinheiro Chaves; o título Literatura, coordenado por Frederico Coelho, Marcelo Magalhães e Flávia Cêra e Psicanálise, organizado por Tania Rivera, Luiz Augusto M. Celes e Edson Luiz André de Sousa.

 

Com os novos livros, a coletânea totaliza cerca de quatro mil páginas de quase 300 autores, reunidos por 28 organizadores que, juntamente com consultores, pesquisaram e selecionaram autores e textos. O objetivo da coletânea é divulgar e valorizar a produção textual crítica brasileira contemporânea, fazer uma análise sobre esse trabalho e divulgar um quadro amplo de questões contemporâneas do país. Com essa coleção, a Funarte busca contribuir para a formação e/ou consolidação do público leitor desse tipo de texto.

 

AColeção já contava com quatro volumes: Música, Cidades, Indisciplinares e Problemas de Gênero, lançados em fevereiro de 2017. Os nove volumes podem ser adquiridos nas Livrarias da Travessa ou por encomenda à Funarte, através do e-mail: livraria@funarte.gov.br, por R$ 40 cada um.

Um “sistema ensaístico” brasileiro

O diretor da coleção, Francisco Bosco (ex-presidente da Funarte), diz que a série parte da constatação de que o gênero ensaio chegou a um “ponto de maturidade no Brasil”. Para o escritor, isso configura todo um “sistema ensaístico” (citando Antônio Candido): um “vasto número de autores produzindo o gênero, uma tradição ensaística brasileira a que esses autores podem se reportar”. E argumenta: “Mas, ao contrário do que se passa em outros países […], não temos ainda antologias selecionando essa produção de forma abrangente ou sistemática”. E conclui que o trabalho apresenta “parte substancial do que de melhor vem sendo publicado entre nós”.

Os novos volumes

Psicanálise

O alvo desse volume é espelhar a pluralidade de vozes da criação de ensaios psicanalíticos, na qual se mesclam diferentes posições, em estilos diversos, ora harmônicos ora dissonantes – um vasto panorama de como a psicanálise percorre tantos universos ligados ao homem e aos seus modos de expressão. O livro conta com 46 autores, como Alessandra Monachesi Ribeiro, Betty Bernardo Fuks, ContardoCalligaris, Donaldo Schüler, Elisa Maria Ulhôa Cintra, Gilberto Safra, Haroldo de Campos, Jacques Laberge, Luciano Elia, Márcio Seligmann-Silva, Maria Rita Kehl, Neusa Santos Souza, Paulo Sérgio de Souza Jr., Ruth Silviano Brandão, Suely Rolnik, Tales A. M. Ab’Sáber, Urania Tourinho Peres, Vladimir Safatle, entre outros. Os organizadores são: Tania Rivera, Luiz Augusto M. Celes e Edson Luiz André de Sousa.

 

Política

A antologia reúne ensaios sobre a vida pública e a democracia no Brasil em anos recentes. A seleção e organização dos textos, realizada porWilson Gomes, Fernando Lattman-Weltman e AntonioEngelke, objetivou equacionar as questões mais relevantes do período. Traz textos de Bolívar Lamounier, Christian Ingo LenzDunker, Fábio Wanderley Reis, Francisco Weffort, Gildo Marçal Brandão, Jessé Souza, José Guilherme Merquior, José Murilo de Carvalho, Luiz Eduardo Soares, Luiz Werneck Vianna, Raymundo Faoro, Renato Lessa, Sérgio Bruno Martins, Simon Schwartzman e Vladimir Safatle.

 

Artes visuais

Fernando Cocchiarale, André Severo e Marília Panitz, organizadores da obra, dizem que os ensaios nela reunidos revelam mudanças de padrão no pensamento sobre arte contemporânea e na crítica dessa linguagem. A partir de diferentes objetos, abordagens e olhares, o volume apresenta reflexões sobre a produção de arte e conecta o pensamento artístico à literatura, à filosofia, à antropologia, à psicanálise e a outras vertentes do saber contemporâneo. O livro apresenta 31 autores, como André Parente, Bruna Fetter, Cristiana Tejo, Divino Sobral, Edson Luiz André de Sousa, Franz Manata, Hélio Fervenza, Josué Mattos, Karina Dias, Luiz Pérez-Oramas, Maria Angélica Melendi, Paulo Herkenhoff, Paulo Miyada, Roberto Conduru, Viviane Matesco, YanaTamayo, entre outros.

 

Filosofia

O volume tem como principal meta divulgar uma atualização do debate nessa área. Para a seleção de textos, teve influência a conjunção do rigor intelectual e da criatividade interpretativa – soma que, para os organizadores, Pedro Duarte, Luciano Gatti e Ernani Pinheiro Chaves é “uma característica do gênero ensaístico”. Com essa abordagem, busca-se gerar um amplo painel da variedade e da força do ensaísmo filosófico no Brasil, assim como dos desafios e impasses do gênero. A obra reúne trabalhos de 28 autores, como André Duarte, Antonio Cícero, Claudio Ulpiano, Eudoro de Sousa, Franklin Leopoldo e Silva, Gerd Bornheim, Marcia Sá Cavalcanti Schuback, José Américo Motta Pessanha, Marilena Chaui, Marcos Nobre, Olímpio Pimenta, Paulo Eduardo Arantes, Rubens Rodrigues Torres Filho e Vladimir Safatle, entre outros.

 

Literatura

Segundo os organizadores Frederico Coelho, Marcelo Magalhães e Flávia Cêra, essa coletânea de ensaios traz uma afirmação do pensamento crítico da contemporaneidade sobre os gêneros literários “em tempos de impasse”. São textos que “confirmam a vocação da literatura como espaço histórico de ressonância dos principais temas do Brasil e da nossa sociedade”. O livro reúne 20 autores, como Alberto Pucheu, Beatriz Resende, Celia Pedrosa, Diana Klinger, Eduardo Sterzi, Flora Süssekind, João Camillo Penna, Leda Martins, Leyla Perrone-Moisés, Márcio Seligmann-Silva, Maria Esther Maciel, Marília Librandi, Raúl Antelo, Silviano Santiago e Vinícius NicastroHonesko, entre outros.

 

Lançamento

Coleção Ensaios brasileiros contemporâneos

Cinco últimos volumes

 

Edição Funarte

 

Noite de autógrafos e apresentação, realizada pelos organizadores de cada volume, com mediação de Francisco Bosco, diretor da coleção.

19 de abril de 2018, às 19:30h

Local: Livraria da Travessa – Shopping Leblon

Av. Afrânio de Melo Franco, Nº 290 – 2º Piso

Leblon – Rio de Janeiro (RJ)

 

Preço por volume: R$ 40

Coleção à venda nas Livrarias de Travessa do RJ e sob encomenda, através do e-mail:  ivraria@funarte.gov.br, para todo o Brasil.

 

Realização: Fundação Nacional de Artes – Funarte/Ministério da Cultura

Gerência de Edições/Cepin

Mais informações para o público: ediçoes@funarte.gov.br

Be Sociable, Share!

Author: Brasil Cultura

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *