37 anos da Campanha “Diretas Já” que eu apresentei.

 

“Diretas Já” – Foi um movimento que reuniu diversas lideranças políticas, artistas, intelectuais e que realizou diversos comícios em várias capitais brasileiras. Era a primeira vez desde 1968 que a população se mobilizava para ir às ruas fazer manifestação. Tive a honra de ser seu apresentador oficial e bradar DIRETAS JÁ na Rua XV de Novembro, lotada com mais de 50 mil pessoas no dia 12 de janeiro de 1984, eu tinha 30 anos e trabalhava na Rádio Clube Paranaense a B2 e o Osmar Santos era da Globo.  Esse vídeo de reportagem feito pelo meu saudoso amigo, desde os tempos de Londrina, Narciso Assunção. Ao fundo minha voz comandando o comício com a presença de grandes políticos, artistas e intelectuais do Brasil todo. Isso a 37 anos passados. O movimento das Diretas Já está inserido historicamente no processo de abertura política iniciado durante o Governo Ernesto Geisel (1974-1979). Foi uma abertura “lenta, gradual e segura”, ou seja, controlada pelos militares. Ao mesmo tempo que se permitia maior liberdade de ação dos opositores à ditadura, esse movimento era contido caso os militares percebessem que a “segurança nacional” fosse abalada. Se precisar (acho que vai) outra campanha cívica e cultural como aquela, pode chamar o Cláudio Ribeiro e, hoje eu gritaria: Fora Bolsonaro!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


2 × 1 =