Goiânia Mostra Curtas abre inscrições para Feira Audiovisual

Estão abertas as inscrições para a Feira Audiovisual da 18ª Goiânia Mostra Curtas. As inscrições podem ser feitas neste link. De 3 a 5 de outubro, a feira vai contar com duas oficinas, duas masterclasses (aulas dadas por especialistas de notório saber), dois painéis e um espaço específico para networking, com participação de convidados das várias regiões do Brasil e de outros países. O evento goiano foi um dos premiados no edital de apoio a mostras e festivais lançado em julho de 2017 pelo Ministério da Cultura (MinC).

 

A proposta da Feira é ampliar o público de curta-metragem e oferecer mais que um encontro entre profissionais. O evento servirá como espaço para capacitação, além de funcionar como um local para os participantes estabelecerem uma rede de contatos nacionais e internacionais. “O curta-metragem é responsável pela formação de novas gerações de cineastas e técnicos. Um diretor já apresenta o olhar cinematográfico por meio dele, além de representar o cinema de uma época. Além disso, estabelecer espaços para trocas de experiência entre profissionais é importante para a oxigenação da indústria do cinema”, afirma a diretora geral da Goiânia Mostra Curtas, Maria Abdalla.

 

A Oficina de Documentário, realizada durante os três dias da Feira, das 9h às 13h, será ministrada pelo premiado diretor francês Juliano Salgado, filho do renomado fotógrafo Sebastião Salgado. Responsável pelo documentário O Sal da Terra, Juliano recebeu prêmios internacionais, dentre eles, o Prêmio Especial do Júri Un Certain Regard, no Festival de Cannes, e um César de melhor documentário Francês.

 

A Oficina de Produção, também realizada durante os três dias da Feira, das 9h às 13h, será ministrada pela produtora francesa Emilie Lesclaux, radicada no Brasil desde 2002. A profissional, que iniciou sua carreira com curtas-metragens, também carrega um currículo de premiações e produções de importantes obras, como O Som ao Redor, selecionado em mais de 100 festivais de cinema, vencedor de 32 prêmios e indicado pelo Brasil a concorrer a uma das cinco vagas entre os indicados ao Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira em 2010. Emilie Lesclaux também produziu o longa Aquarius, do diretor Kleber Mendonça Filho.

 

Masterclasses

 

O historiador, roteirista e diretor André Novais estará à frente de uma das masterclasses, que será realizada no dia 3 de outubro, das 10h às 13h. Na pauta, os desafios da realização, modos de trabalho, temas, formas de produção e distribuição de curtas e longas-metragens. Responsável pela direção de curtas como Fantasmas, Pouco mais de um mês e Quintal, além dos longas Ela volta na quinta e Temporada, Novais teve obras exibidas e premiadas em diversos festivais e mostras, como a Quinzena dos Realizadores em Cannes, o Fid Marseille, o Festival de Brasília e a Mostra de Tiradentes

 

A segunda masterclass, sobre Direção de Atores, será realizada no dia 4 de outubro, das 10h às 13h, e contará com a presença do diretor e produtor Marcelo Caetano, premiado pelo longa-metragem Corpo Elétrico. Com um currículo extenso, participou como diretor assistente em Mãe só há uma, de Anna Muylaert, e como produtor de elenco de Aquarius.

 

A feira também contará, nos dias 3 e 4 de outubro, das 15h às 17h, com os painéis Curta-metragem – produto cultural ou commodity audiovisual? e Financiamento e apoios para Curtas Metragens, respectivamente.

 

Durante os três dias, das 17h às 19h, o lounge será aberto a todos que desejem conhecer e estabelecer uma rede de contatos, com destaque para estudantes do audiovisual, roteiristas, diretores, produtores e quem quiser conhecer mais sobre o universo cinematográfico.

 

“Muito do cinema é talento, como em todas as áreas, mas também é técnica, estudo, compreensão. Os profissionais escolhidos para as atividades são muito respeitados em suas áreas e, ao mesmo tempo, são pessoas acessíveis e gentis, que se propõem a dividir seu conhecimento com alunos, jovens realizadores e o público em geral”, destaca o produtor e diretor audiovisual Ivan Melo, curador da feira. “Espera-se que a feira possa aproximar profissionais do Centro-Oeste com alguns dos principais nomes do mercado, assim como ajudar no entendimento de como a indústria cinematográfica vê, hoje, os realizadores de curtas, o cinema brasileiro e o cinema autoral”, completa.

 

Fomento ao audiovisual

 

Lançado pelo Ministério da Cultura em julho do ano passado, o Programa Nacional de Fomento ao Audiovisual (Proav) destinou mais de R$ 8,6 milhões para 135 projetos do setor audiovisual. Além do edital de mostras e festivais, no qual a Goiânia Mostra Curtas foi premiada, foram lançados outros quatro, voltados a roteiros de novos roteiristas, canais culturais na web, produção de curtas-metragens e de aplicativos e jogos eletrônicos voltados à área cultural.

 

Serviço

Feira Audiovisual da Goiânia Mostra Curtas

Data: 3, 4 e 5 de outubro

Local: Vila Cultural Cora Coralina (Rua 3, s/n – St. Central, Goiânia)

Valores:

Oficina dia 1 e 2: R$ 100

Painel + Masterclass dia 1: R$ 60

Painel + Masterclass dia 2: R$ 60

Pacote dois dias de painel e masterclass: R$ 100

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


4 × 3 =