Navigation Menu

Flip 2019: Dos 5 autores mais vendidos, 4 são negros e 1 é indígena

A 17ª edição da Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) – que terminou neste domingo (14) – reserva uma boa surpresa, divulgada por sua livraria oficial. Até este sábado (13), quatro negros e um indígena estavam entre os autores dos cinco livros mais vendidos na Livraria da Travessa.

A escritora portuguesa Grada Kilomba, campeã em vendas na Flip 2019 por <i>Memórias da Plantação – Episódios de Racismo Cotidiano</i> A escritora portuguesa Grada Kilomba, campeã em vendas na Flip 2019 por Memórias da Plantação – Episódios de Racismo Cotidiano

O best seller da Flip 2019 é Memórias da Plantação – Episódios de Racismo Cotidiano, da portuguesa Grada Kilomba, que apresentou a obra na sexta-feira (12). A família de Grada vem de Angola e de São Tomé.

 

Os três outros negros no topo da lista também são estrangeiros: trata-se da nigeriana Ayobami Adebayo, do angolano Kalaf Epalanga (que passou três horas dando autógrafos) e de Gaël Faye, nascido no Burundi.

 

O terceiro livro mais vendido, no entanto, é de um autor bem brasileiro: o indígena Ailton Krenak, que lançou Ideias para Adiar o Fim do Mundo, pela Companhia das Letras.

 

Já a lista dos 15 mais vendidos inclui duas escritoras negras brasileiras: Djamila Ribeiro (por Lugar de Fala) e Jarid Arraes (com Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis, embora seu livro Redemoinho em Dia Quente também registre boas vendagens).

 

Leia abaixo a lista dos 15 livros mais vendidos na Flip 2019:

 

1) Memórias da Plantação – Episódios de Racismo Cotidiano – Grada Kilomba (Cobogó)

 

2) Fique Comigo – Ayobami Adebayo (HarperCollins)

 

3) Ideias para Adiar o Fim do Mundo – Ailton Krenak (Companhia das Letras)

 

4) Também os Brancos Sabem Dançar – Kalaf Epalanga (Todavia)

 

5) Meu Pequeno País – Gaël Faye (Rádio Londres)

 

6) Sobre o Autoritarismo Brasileiro – Lilia M. Schwarcz (Companhia das Letras)

 

7) Uma Noite, Markovitch – Ayelet Gundar-Goshen (Todavia)

 

8) Maternidade – Sheila Heti (Companhia das Letras)

 

9) Lugar de Fala – Djamila Ribeiro (Pólen)

 

10) O Oráculo da Noite: A História e a Ciência do Sonho – Sidarta Ribeiro (Companhia das Letras)

 

11) Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis – Jarid Arraes (Pólen)

 

12) Cat Person e Outros Contos – Kristen Roupenian (Companhia das Letras)

 

13) Paletó e Eu – Memórias do Meu Pai Indígena – Aparecida Vilaça (Todavia)

 

14) Noite em Caracas – Karina Sainz Borgo (Intrínseca)

 

15) Terra Inabitável – David Wallace-Wells (Companhia das Letras)

 

[Base: Livraria da Travessa, até sábado (13)]

 

 

Com informações da Folha.com

Be Sociable, Share!

Author: Brasil Cultura

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *