Aos 20 anos, cantora curitibana resgata obras inéditas de Bento Mossurunga

Lançado de forma independente e viabilizado pela Lei Rouanet, álbum “Luiza Wuaden canta Bento Mossurunga” é fruto de oito anos de pesquisa pelos passos do maestro, autor dos hinos do Paraná e de Curitiba. Projeto ainda contempla duas apresentações no Guairinha e publicação de livro com registros da vida do compositor. Luiza Wuaden sequer havia nascido quando, em 1970, a música brasileira perdera Bento João de Albuquerque Mossurunga, o compositor da alma paranaense. Passadas quatro décadas desde sua morte, a cantora lírica de apenas 20 anos promove o resgate da obra do maestro, que figura entre os maiores nomes da música instrumental erudita no Paraná e no Brasil. No álbum “Luiza Wuaden canta Bento Mossurunga”, a distância histórica que separa a jovem soprano de Bento dá lugar ao encontro de paranaenses que, cada um a seu tempo, dedicam a vida à música. O lançamento do álbum independente integra um projeto idealizado há oito anos, que foi viabilizado desde 2009 por meio de captação de recursos autorizada pela Lei Rouanet, do Ministério da Cultura. O CD reúne 15 faixas, dentre as quais composições inéditas como Barcarola, descoberta na primeira fase da pesquisa ainda em seu manuscrito original – com alguns trechos já apagados pelo tempo -, e Só, canção com forte tom político em que Bento registra sua contrariedade à derrubada de araucárias e à discriminação étnica, numa época de dura marginalização de índios e escravos libertos. “A genial obra deste homem simples, mas de uma bondade e de um talento imensuráveis, não pode ser esquecida. As histórias contadas por suas músicas descrevem a trajetória de um povo e o amor que ele cultivou durante toda a sua vida pela terra natal”, afirma o diretor executivo do projeto, Mário Wuaden. “Registrar estas canções foi uma grande honra e um enorme desafio para nós. As melodias cativantes e envolventes de Bento Mossurunga falam diretamente ao coração e não há como resistir à elegância e simplicidade de sua obra”, completa. Gravação Cerca de 150 profissionais estão envolvidos na gravação do álbum, assinada pela Gramofone, de Curitiba. A mixagem do CD foi realizada pelo Studio Slovak National Radio, em Bratislava, na Eslováquia, no coração da música erudita mundial, e a masterização do áudio pelo Studio Crystal Clear Sound, em Dallas, nos Estados Unidos. Direção Musical e Arranjos O álbum tem direção musical do Maestro Paulo Torres, sobrinho-neto de Bento, Spalla da Orquestra Sinfônica do Paraná, diretor artístico da Orquestra de Câmara da PUCPR e professor da Escola de Música e Belas Artes do Paraná. A produção musical, bem como arranjos e orquestração, é assinada por Alexandre Brasolim, compositor e Concertino da Sinfônica do Estado.

Informações adicionais e pedidos de entrevista

Assessoria de imprensa: Cupola Comunicação Integrada | 41 3079.6981

Jornalista: Michel Prado | michel.prado@cupola.com.br | 41 9686.6713

Livro Além do CD, o álbum acompanha o livro “Bento Mossurunga, o compositor da alma paranaense”, com informações apuradas pela pesquisa sobre a trajetória de Bento Mossurunga. Na obra, assinada por Ruth Woellner Simionato Wuaden, fatos até então desconhecidos registram a grandeza do maestro, contemporâneo e parceiro de gigantes da música brasileira como Heitor Villa-Lobos e Chiquinha Gonzaga, para quem, segundo a pesquisa, Bento fez diversos arranjos. Com alma de artista, o compositor chegou a ceder autoria de muitas canções por ele escritas. O álbum será distribuído a todas as escolas públicas e unidades da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) do Paraná, através de parceria com a Secretaria Estadual de Educação. Luiza Wuaden Luiza Wuaden nasceu em Curitiba, em 1992. Iniciou na musicalização aos três anos e fez balé clássico durante cinco na Escola de Danças do Teatro Guaíra. Desde os seis anos participa do Coral Curumim de Curitiba e também integrou inúmeros concertos em parceria com a Orquestra de Câmara da PUC-PR, com a Camerata Antiqua de Curitiba e com a Orquestra Sinfônica do Paraná. Luiza iniciou estudos de canto lírico aos doze anos com a renomada cantora Neyde Thomas, com quem estudou até 2011. Em 2006, apresentou-se como solista em vários concertos comemorativos aos 250 anos de Mozart e aos 210 anos de Schubert no Centro de Letras do Paraná e no Centro Paranaense Feminino de Cultura. Lançou o CD Música de Cena, juntamente com o Quarteto Iguaçu, em 2007. Luiza cursa Engenharia Civil na UFPR e Canto na Escola de Música e Belas Artes do Paraná (Embap), além de dedicar-se a atividades sociais e ao resgate da música paranaense. Em 2009, conquistou o primeiro lugar no Brasil do Prêmio Violet Richardson por seu trabalho voluntário de musicalização para crianças. Bento Mossurunga O maestro e compositor Bento Mossurunga nasceu na cidade paranaense de Castro, em 1879. Veio a Curitiba em 1895, para continuar seus estudos de piano e violino pelo Conservatório de Belas Artes. Em 1905, após a publicação de sua valsa Bela Morena na revista carioca O Malho, ganhou projeção e mudou-se para o Rio de Janeiro, onde deu continuidade a sua formação no Instituto Nacional de Música e conheceu os grandes nomes da música brasileira na época. No Rio de Janeiro, Bento Mossurunga fez uma carreira brilhante, reconhecido como um dos mais requisitados maestros e compositores da então capital federal. Musicou operetas, burletas e peças para o teatro de revista, além de compor uma extensa obra popular. Bento, professor ainda lembrado por seus milhares de ex-alunos, foi um aguerrido defensor da araucária, árvore-símbolo paranaense devastada na primeira metade do Século XX, e integrou o movimento conhecido como Paranismo, que buscava a construção de identidade regional para o Estado. Em 1947, teve seu Hino do Paraná decretado como Hino Oficial do Estado e, em 1950, o mesmo ocorreu com a canção feita para Curitiba. Ainda na década de 1940, foi o primeiro maestro e participou da criação da Orquestra Estudantil de Concertos, depois transformada em Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Paraná. Faleceu em Curitiba aos 91 anos. Serviço CONCERTO Luiza Wuaden canta Bento Mossurunga

QUANDO Sábado, 1º de dezembro, às 20h30 e domingo, 2 de dezembro, às 18h; LOCAL Teatro Guaíra – Auditório Salvador de Ferrante (Guairinha) INGRESSOS R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), vendidos exclusivamente na bilheteria do teatro; Os ingressos inteiros dão direito ao CD “Luiza Wuaden canta Bento Mossurunga”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


dezessete − 13 =