Navigation Menu
Legalidade em detalhes
set18

Legalidade em detalhes

“O filme perde a oportunidade de abordar em paralelo aos acontecimentos no Rio Grande do Sul a viagem de Jango em seus precisos detalhes, para mostrar ao Brasil as razões que o fizeram aceitar o regime Parlamentarista”.   Por Christopher Goulart* Interpretado por Leonardo Machado, Brizola é o personagem central no filme Legalidade  Interpretado por Leonardo Machado, Brizola é o personagem central no filme Legalidade...

Leia mais
Atrofia cultural
set15

Atrofia cultural

O cartunista Miguel Paiva afirma que a cultura brasileira segue ameaçada. Ele diz: “um país como o Brasil não pode ser entregue a iniciativa privada como querem os neoliberais. Somos um país pobre, muito pobre, violento e abandonado, sem autoestima, sem orgulho, sem possibilidades reais de crescimento nessas condições” Charge: Miguel Paiva Cartonista relata a “atrofia cultural” que o Brasil vive neste momento....

Leia mais
A INDEPENDÊNCIA DO BRASIL FOI REALMENTE PACÍFICA?
set06

A INDEPENDÊNCIA DO BRASIL FOI REALMENTE PACÍFICA?

No resto do continente, dezenas de milhares pereceram pela independência. Aqui foi, literalmente, resolvido no grito. Fato ou mito?   O senso comum diz que a independência do Brasil aconteceu de forma pacífica, sem o derramamento de uma gota de sangue sequer. O quadro O A Proclamação da Independência, de François-René Moreau (acima), retrata o imaginário dos brasileiros: a separação de Portugal teria sido conquistada em um gesto...

Leia mais
Mário de Andrade, a “moléstia-de-Nabuco” e a dependência cultural
ago19

Mário de Andrade, a “moléstia-de-Nabuco” e a dependência cultural

O intelectual americano sofria, na história colonial, uma dupla aflição: a de ser cônsul da cultura metropolitana e a de ser parte de cultura subalterna. Entre 1900 e 1930, a dependência era explicada como problema político. A explicação do atraso recai sobre fatores como raça, clima, miscigenação ou características do colonizador.   Por Valdemir Klamt* Pedro Nava <i>Macunaíma</i>, ilustração de Pedro Nava para o...

Leia mais
Celso Marconi: O pioneiro filme Crônica de um Verão
jul25

Celso Marconi: O pioneiro filme Crônica de um Verão

Apesar do título simples, esse Chronique d’ un Été, criado no final dos anos 50 por Jean Rouch e Edgar Morin, e lançado e premiado no Festival de Cannes de 1961, é uma das mais importantes obras do ponto de vista histórico para o cinema, tendo começado o cinéma verité (cinema verdade).   Por Celso Marconi* Cena do documentário Crônica de um Verão, de Edgar Morin e Jean Rouch  Cena do documentário Crônica de um Verão, de Edgar...

Leia mais
Ana Paula Sousa: Cinema nacional em desespero e espanto com Bolsonaro
jul23

Ana Paula Sousa: Cinema nacional em desespero e espanto com Bolsonaro

As notícias sobre as mudanças na estrutura institucional sobre a qual se apoia o cinema brasileiro foram recebidas com um misto de desespero e espanto pelo setor. Desespero ante as ameaças de que o edifício normativo erguido nas duas últimas décadas comece a ruir. Espanto diante das incongruências presentes num texto, originado num blog, que teria induzido Jair Bolsonaro a questionar os princípios da política audiovisual.   Por...

Leia mais