Navigation Menu
Bolsonaro dá o tiro de misericórdia na cultura, por Eric Nepomuceno
nov08

Bolsonaro dá o tiro de misericórdia na cultura, por Eric Nepomuceno

“Bolsonaro se mostrou, uma vez mais, um atirador exímio: para fulminar de vez o que restava do moribundo ministério da Cultura, nomeou uma aberração abjeta chamada Roberto Rego Pinheiro, e que usa o pseudônimo de Roberto Alvim” Bolsonaro entregou a gestão cultural a um agressor de Fernandfa Montenegro Bolsonaro entregou a gestão cultural a um agressor de Fernandfa Montenegro A fúria descontrolada do clã Bolsonaro contra as...

Leia mais
Democratizar a Cultura – Artigo
out23

Democratizar a Cultura – Artigo

Recebo telefonema do amigo e camarada Antônio Caccia que faz uma convocação: preciso de uma coluna semanal. Escreva sobre arte e cultura, assim como faz em seu Portal – Brasil Cultura. Claro que o pedido é para refletir sobre o instrumento de mudanças – Cultura. E seu entendimento, assim como o meu, é o da cultura enquanto processo e sabemos que quem faz cultura é o povo, não o governo, seja de direita ou esquerda, mas cabe ao estado...

Leia mais
Brasileiro Pardo
out21

Brasileiro Pardo

Brasileiro Pardo foi um dos primeiros jornais brasileiros a abordar a discriminação racial, 55 anos antes da abolição da escravatura no Brasil. Lançado sob a inspiração do periódico O Homem de Côr, veio a lume em 21 de outubro de 1833 através da Typographia Paraguassu, de Davi da Fonseca Pinto, localizada na Rua Senhor dos Passos. De ênfase restauradora ou, na terminologia da época, “caramuru” – ou seja, contra a classe política que...

Leia mais
Coringa, um produto da cultura pop
out16

Coringa, um produto da cultura pop

Foi simplesmente pelo sucesso de público que me senti atraído para ver Coringa, essa atual versão da série que se liga ao comics norte-americano, tendo o personagem Batman como figura principal. E digo sucesso de público não pelo número de espectadores – mas pelo número de pessoas, críticos ou não, que vi considerar o filme de Todd Phillips como “um impacto total”, que “deixa a gente estático”. Então me senti obrigado a ver esse...

Leia mais
Jeosafá Gonçalves: Mário do quê?
out13

Jeosafá Gonçalves: Mário do quê?

Para a maioria dos paulistanos que já ouviu falar em Mário de Andrade, ele é apenas um nome de biblioteca no centro da cidade. Entre esses, poucos se dignaram sequer a entrar na biblioteca à qual ele emprestou o nome. No entanto, todos os que habitam, trabalham e sofrem no emaranhado de ruas de São Paulo lhe são devedores. Antes dele, esta cidade estava praticamente fora do mapa literário do país.   Por Jeosafá Fernandez...

Leia mais
Mário de Andrade, um modernista de caso com o comunismo
out12

Mário de Andrade, um modernista de caso com o comunismo

Há 126 anos, em 9 de outubro de 1893, nascia Mário de Andrade – o escritor e ativista cultural que melhor encarnou a chamada “fase heroica” do Modernismo brasileiro. Ao longo de sua vida pública – e particularmente ao refletir sobre a “aristocrática” Semana de Arte Moderna –, Mário incorporou cada vez mais preocupações com a cena política. Nesse percurso, fez referências elogiosas às ideias e práticas comunistas, sobretudo à...

Leia mais