Festival “Os Sons do Rio”, parceria Deezer com Secretaria de Cultura do Estado, traz música para o ITB Feira de Moda

O Festival Os Sons do Rio, recheado de novidades da música contemporânea carioca, é a trilha sonora do ITB Feira de Moda, o evento será realizado nos dias 6 e 7 de outubro, no Solar das Palmeiras, em Botafogo. O festival é resultado do projeto de mesmo nome, uma parceria entre a Deezer, uma das maiores empresas globais de streaming de áudio, e a Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro.

 

Subirão ao palco, a partir das 15h do sábado (6), Aline Lessa, Little Room, Pretty Babies e Victor Mus, artistas que tiveram suas músicas selecionadas para a playlist oficial do projeto e está disponível exclusivamente na Deezer. No domingo o público poderá apreciar as playlists, que serão tocadas ao longo do dia.

 

Os Sons do Rio, iniciativa que é parte do Musica.RJ, programa de ações no campo da música promovidas pela SEC-RJ, mapeia a produção musical contemporânea dos 92 municípios fluminenses. Além da apresentação no ITB Feira de Moda, também haverá um festival no fim do ano, no Centro da Capital

 

Esta é a primeira vez que o ITB Feira de Moda desembarca no Rio. O evento, que existe há três em em Niterói, traz para este lado da Baía da Guanabara muita moda, gastronomia e diversão pra Botafogo. O Solar das Palmeiras fica na Rua das Palmeiras, 35, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. A entrada é gratuita e acontece das 13 às 22 hrs.

 

Músicos podem se inscrever em nova chamada do projeto

A Secretaria de Estado de Cultura do Rio abriu nova chamada para participar do projeto. Os músicos podem enviar seu material até dia 10 de outubro.

 

A primeira chamada teve 1150 músicas inscritas analisadas, gerando as primeiras 3 playlists completas. As primeiras cidades contempladas foram a Capital, Niterói e Volta Redonda. Músicos destes locais também poderão enviar materiais, pois as playlists serão atualizadas.

 

O mapeamento tem como objetivo apresentar um panorama da música autoral contemporânea em todas as 10 regiões do Estado do Rio. Cada playlist terá até duas de cada um dos artistas selecionados.

 

Processo de seleção

A curadoria final das playlists do Música.RJ será realizada por representantes do Estrombo, programa de música do Sebrae, do Instituto Gênesis da PUC-Rio e do Instituto Memória Musical Brasileira (IMMUB), além de gestores da Secretaria de Estado de Cultura e integrantes do Conselho Estadual de Política Cultural (CEPC). A curadoria inclui representantes das 10 regiões do Estado.

 

A prioridade será de artistas que tenham conexão com o território (sejam naturais da cidade ou radicados há pelo menos um ano no município). O projeto incluirá também as prefeituras, para que seja criada a “Playlist Oficial” de cada cidade.

 

Os artistas podem enviar músicas para participar da seleção final. Ao mesmo tempo os curadores regionais também estão organizando outras listas, considerando sempre critérios com ligação com o território, diversidade de gêneros musicais e priorizando  novos artistas ou aqueles que não ganharam a grande mídia. Todas as músicas concorrentes devem estar na Deezer para participar da seleção. Para saber como disponibilizar, acesse esse link.

 

Formulário para inscrição: http://goo.gl/forms/mxcwd7bTjHkAib0J3

Dúvidas: redemusicarj@gmail.com

 

Cronograma

 

10 de outubro – Data final para recebimento do material.

 

17 de outubro – Resultado da curadoria por municípios, músicas que irão compor as primeiras playlists.

 

24 de outubro – Prazo final para os artistas contemplados regularizarem a situação de direitos autorais (documentações e distribuidora) e subir as músicas para a plataforma

 

25 de outubro – Lançamento das playlists por municípios

 

09, 10 e 11 de novembro – Festival Outdoor: serão convidados os artistas mais ouvidos destas playlists para apresentações no Centro do Rio de Janeiro.

 

Formato: Playlists Digitais

Municípios: 92

Estimativa de Artistas: 20 por município / 1.840 artistas no total

Músicas nas playlists: mais de 3.680 músicas!

Parceiros: Deezer, Secretaria de Estado de Cultura, Conselho Estadual de Política Cultural (CEPC), SEBRAE e Estrombo, Instituto Gênesis da PUC-Rio, Instituto Memória Musical Brasileira (IMMUB)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*