Navigation Menu

Turismo em Paranaguá

Muitas atrações podem ser visitadas em Paranaguá, cidade considerada o berço da civilização paranaense. Grande Mar Redondo, na língua tupi-guarani, como os índios denominavam Pernaguá, Parnaguá ou Paranaguá. O patrimônio histórico-cultural e as belezas naturais da cidade encantam os turistas e são orgulho dos moradores.

 

O casario, as ladeiras e as igrejas compõem um dos mais belos conjuntos arquitetônicos do Estado. Os visitantes podem conhecer a Fonte da Camboa ou Fontinha , o Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio e as antigas edificações da Rua da Praia. Paranaguá abriga diversos monumentos tombados pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná e Nacional, além do Porto D. Pedro II, um dos mais importantes da Costa Brasileira.

Uma baía de beleza estupenda, com verdadeiros tesouros ambientais em cada uma de suas ilhas como a da Cotinga e dos Valadares. Mas o grande destaque é a Ilha do Mel, um dos principais destinos do Paraná. A Fortaleza Nossa Senhora dos Prazeres e o imponente Farol das Conchas, convivem harmonicamente com a Gruta das Encantadas, as belas praias, lendas e histórias fantásticas.

 

As manifestações culturais completam os atrativos do município, sendo elas o Fandango, dança típica de Paranaguá, e o Barreado, prato típico do litoral paranaense, o seu nome originou-se da expressão “barrear” a panela com um pirão de cinza ou farinha de mandioca para vedar o vapor em seu interior.

 

Mesmo distante a 90 quilômetros de Curitiba, um dia lindo em pleno feriado fez a gente decidir almoçar em um lugar diferente e até então desconhecido a nós. Paranaguá e que ali pode encontrar construções históricas e casarios, chamariz para que gostam de fotografar essa atmosfera. Também  comer um bom peixe.

Casarios da Rua da Praia

 

Sobre Paranaguá

 

O movimento de ocupação de Paranaguá se iniciou por volta de 1550 na Ilha da Cotinga, onde ainda vivem índios carijós e onde se estabeleceram os primeiros colonizadores chegados de São Paulo, além de ser ponto de referência na investigação e busca pelo ouro. Aos poucos e conforme necessidade, esses povos foram se expandindo para áreas mais apropriadas para estabelecimento e exploração. Daí surgiram os casarios que estão costeando o Rio Itiberê e registram o início da história do Paraná.

 

Be Sociable, Share!

Author: Brasil Cultura

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 4 =