Navigation Menu

Fomento para indústria de games no Brasil

 

Empresas desenvolvedoras de videogames e jogadores virtuais, conhecidos como gamers, tiveram uma boa notícia nesta quinta-feira (14). Isso porque um decreto do presidente Jair Bolsonaro reduziu a carga tributária sobre vídeo games, acessórios e consoles em todo o Brasil. A redução do IPI, o Imposto sobre Produtos Industrializados, busca aumentar a competitividade da indústria nacional e facilitar o consumo. O secretário de Economia Criativa do Ministério da Cidadania, Luiz Eduardo Rezende, analisa que a medida é benéfica para consumidores e desenvolvedores de games de diversas plataformas.

Segundo ele, dados do Censo de Games, realizado em 2018 pela secretaria de Economia Criativa, aponta uma expansão considerável da indústria no Brasil. Rezende acredita que a diminuição da taxa tributária irá contribuir para o fomento de empresas e facilitará a aquisição de jogos pelo público.

“Toda a isenção tende a melhorar o ambiente no setor. Nesse caso, estamos fomentando a capacidade dos nosso desenvolvedores e jogadores de estarem em nível internacional. Quando a tributação é majorada, ficamos defasados na questão de insumos tecnológicos. Esse tipo de ação do governo é extremamente válido e a tendência é que haja um desenvolvimento maior, assim como o consumo”, destacou.

A Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Digitais, a Abragames, classificou como positiva a medida. Em nota, a entidade afirmou que ao reduzir os custos dos games, especialmente para consoles e computadores, a medida deve promover aumento no acesso à mídia, podendo impulsionar o consumo de games no Brasil.

Em 2018, o Brasil faturou aproximadamente 1,5 bilhão de dólares com jogos virtuais, ocupando a 13ª posição no ranking mundial de países com maior faturamento nesse setor. Apesar disso, a entidade estima que apenas 1% do faturamento do mercado de jogos virtuais seja proveniente de produções brasileiras.

Para fomentar a indústria no Brasil, o Ministério da Cidadania já investiu, desde 2009, mais de R$ 23 milhões por meio de editais da Agência Nacional do Cinema (Ancine) e das secretarias do Audiovisual e de Economia Criativa. Além disso, a Secretaria Especial da Cultura oferece, de forma gratuita, cursos on-line para empreendedores na área de games. Eles estão disponíveis no site cultura.gov.br

*Por Henrique Jasper

Be Sociable, Share!

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + dez =