Morre, aos 62 anos, a cantora Claudia Telles

Filha do compositor e violinista Candinho e de uma das precursoras da bossa nova, Sylvia Telles, a cantora Claudia Telles morreu nesta sexta-feira, aos 62 anos. Depois de sofrer uma parada cardíaca, ela foi acometida por falência múltipla de órgãos.

 

Claudia estava internada no Rio de Janeiro, no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla.

 

A artista começou a carreira ainda na adolescência fazendo coro em álbuns de cantores como Roberto Carlos, Gilberto Gil e José Augusto. Na década de 1970, foi celebrada pela interpretação de canções como Fim de Tarde e Preciso Te Esquecer.

 

 

A morte foi divulgada e confirmada por seu filho, Bruno Telles, que, em post em redes sociais, agradeceu a torcida e o carinho dos fãs.

 

“Gostaria de agradecer cada um de vocês que acompanhou, torceu, orou, rezou pela melhora dela. Cada um dos fãs que fizeram a carreira dela, a vida dela ser do jeito que foi. Ela tinha um carinho imenso por cada um de vocês. Com certeza foram vocês que fizeram a vida dela ser feliz do jeito que foi”, declarou.

 

Claudia gravou dez discos e seis compactos ao longo de sua trajetória musical.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


cinco × um =