Amanhã começa o mês do Folclore. Salve Câmara Cascudo!

Agosto é o mês do folclore, ciência das coisas do povo e de Luís da Câmara Cascudo que foi um importante historiador, jornalista, etnógrafo, professor universitário, advogado antropólogo e, principalmente, folclorista brasileiro.

É considerado um dos mais importantes escritores e estudiosos da cultura popular brasileira, com destaque para o nosso folclore. Era apaixonado pelas tradições populares, superstições, literatura oral e história do Brasil.

 

 

Biografia resumida:

 

 

– Nasceu em Natal (RN) em 30 de dezembro de 1898.

 

– Lecionou na Faculdade de Direito de Natal.

 

– Trabalhou como jornalista em vários órgãos da imprensa de Natal.

 

– Recebeu, em 1956, o Prêmio Machado de Assis, o principal prêmio literário brasileiro.

 

– Faleceu, aos 87 anos, em sua cidade natal em 30 de julho de 1986.

 

Principais obras de Câmara Cascudo:

 

– Alma Patrícia (1921)

 

– Histórias que o tempo leva (1924)

 

– Viajando o sertão (1934)

 

– Vaqueiros e cantadores (1939)

 

– Antologia do Folclore Brasileiro (1944)

 

– Os melhores contos populares de Portugal (1944)

 

– Dicionário do Folclore Brasileiro (1952)

 

– Literatura oral no Brasil (1952)

 

– Cinco livros do povo (1953)

 

– Antologia de Pedro Velho (1954)

 

– Trinta “estórias” brasileiras (1955)

 

– Geografia do Brasil holandês (1956)

 

– Jangada (1957)

 

– Superstições e costumes (1958)

 

– Folclore no Brasil (1967)

 

– Tradição, ciência do povo (1971)

 

– Civilização e cultura (1973)

 

– Religião no povo (1974)

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


vinte − cinco =