Capacitação de produtores culturais em Salvador sobre fomento

O Ministério da Cultura (MinC) promoveu nesta segunda-feira (23/7), na Sala Walter da Silveira, em Salvador (BA), mais uma edição do seu Seminário de Capacitação, destinado a preparar produtores e gestores culturais para a utilização dos mecanismos de fomento disponibilizados pelo Governo Federal. O secretário de Fomento e Incentivo à Cultura do MinC, José Martins, abriu o encontro, que se estendeu das 9h30 às 18h.

 

Ao longo do dia, artistas, empresários, produtores e demais profissionais da área cultural da Bahia interagiram com equipes do MinC em debates sobre Lei Rouanet, Lei do Audiovisual, Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e outros mecanismos de fomento.

 

As orientações oferecidas pelo ministério visaram ampliar o alcance da política cultural e dos instrumentos que favorecem o setor. A expectativa é que o maior entendimento da comunidade cultural do estado sobre como apresentar projetos e obter linhas de financiamento gere maior adesão local aos incentivos.

 

A produtora cultural Iara Nascimento veio ao seminário de capacitação em busca de informações sobre economia criativa. “É algo importante para que os projetos culturais que trabalho tenham mais consistência”, comentou. Gestor cultural da Secretaria de Cultura de Estado da Bahia, José Neto disse que o seminário é uma oportunidade para se atualizar. “É importante saber o que o MinC tem proposto em políticas públicas”, avaliou Neto.

 

 

Seminário 

 

José Neto, gestor cultural da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, busca atualização sobre as políticas públicas do MinC. Foto: Ronaldo Caldas (Ascom/MinC)

 

O encontro teve a duração de um dia. Um técnico da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura (Sefic) do MinC responsável pela gestão da Lei Rouanet explicou como funciona o principal mecanismo de fomento à cultura do País, orientando participantes e tirando dúvidas sobre apresentação de projetos.

 

Técnicos da Secretaria do Audiovisual (SAv) do MinC e da Agência Nacional do Cinema (Ancine) detalharam os editais e as linhas de financiamento disponíveis para o setor do audiovisual. Durante o seminário também foram dadas orientações a incentivadores sobre as vantagens e as formas de apoiar projetos culturais.

 

Salvador foi a 25ª das 27 capitais brasileiras que receberão, até o fim de julho, as equipes do MinC com orientações sobre os mecanismos de incentivo. Antes da capital baiana, foram realizados seminários em Macapá (AP), Fortaleza (CE), Brasília (DF), João Pessoa (PB), Rio Branco (AC), Belo Horizonte (MG), Maceió (AL), Florianópolis (SC), Curitiba (PR), Natal (RN), Campo Grande (MS), Porto Velho (RO), Porto Alegre (RS), Aracaju (SE), Palmas (TO), Goiânia (GO), Rio de Janeiro (RJ), Recife (PE), Belém (PA), Manaus (AM), São Luís (MA), Teresina (PI), Cuiabá (MT) e Boa Vista (RR). Na sexta-feira, dia 27, o encontro será sediado em Vitória (ES)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


doze − três =