“Terezas” traça linha sutil pela biografia e pelo romance
set16

“Terezas” traça linha sutil pela biografia e pelo romance

O primeiro romance de Inácio França não é exatamente biografia, também não é 100% ficção. A escrita de “Terezas”, sobre a vida da artista visual Tereza Costa Rêgo, é baseada em observação, leitura de documentos históricos, entrevistas, relatos feitos por Tereza e sua filha, além da própria manipulação de Inácio sobre o mecanismo de criação literária. Por Hugo Viana “Quando virei secretário de Comunicação em Olinda, conheci Tereza...

Leia mais
Paulo Freire, uma história de vida
set12

Paulo Freire, uma história de vida

  No ano que se completa 20 anos da morte de Paulo Freire, o educador é homenageado em mais uma obra literária. O livro Paulo Freire, uma história de vida, assinado por Ana Maria Araújo Freire, sua viúva, revisa o texto biográfico publicado em 2005 pela Villa das Letras, e soma a ele fotos, documentos inéditos e um encarte com manuscritos de poemas escritos pelo educador. Críticos falam da originalidade da obra e de seu valor...

Leia mais
Dia Internacional da mulher indígena: O amanhecer pertence às mulheres
set09

Dia Internacional da mulher indígena: O amanhecer pertence às mulheres

O Dia Internacional da Mulher Indígena é celebrado em 5 de outubro. Trata-se de uma homenagem à guerreira aymara Bartolina Sisa, assassinada pelos colonizadores espanhóis durante a invasão do território latino-americano, em 1792. Bartolina Sisa é um símbolo da resistência das mulheres indígenas e camponesas. Ela se destaca pela valentia frente às tropas espanholas que dominaram o território dos povos originários. Ela e o marido, Tupac...

Leia mais
Viviane Ferreira, a segunda negra a dirigir um filme no Brasil
set09

Viviane Ferreira, a segunda negra a dirigir um filme no Brasil

Viviane Ferreira é a segunda mulher negra brasileira a dirigir um filme de longa metragem. A primeira foi Adélia Sampaio, em 1983, diretora de Amor Maldito. O projeto de Viviane, intitulado Um dia com Jerusa, quebra, portanto, um jejum histórico de falta de participação das mulheres negras como diretoras no cenário do audiovisual brasileiro. Por Djamila Ribeiro Nascida na periferia de Salvador, Viviane foca sua narrativa no encontro...

Leia mais
O mito da preguiça baiana, trabalho e racismo
set01

O mito da preguiça baiana, trabalho e racismo

Certos baianos, quando são chamados de preguiçosos, tomam até como elogio. Dorival Caymmi e Gilberto Gil, por exemplo, assumiram com galhardia a malemolência que lhes é atribuída. A proverbial preguiça, argumentam, é um traço de identidade cultural da Bahia, expressão de um modo de vida em que o trabalho não precisa opor-se ao lazer. Segundo a tese O mito da preguiça baiana, defendida na Universidade de São Paulo (USP) em 1998 pela...

Leia mais