A Programação 5

 

Ligada ao enriquecimento cultural da população.a Rádio Sociedade foi a primeira a irradiar uma ópera completa, “L´Amico Fritz”, no dia 14 de dezembro de 1924. Foi uma das primeiras em todo mundo a transmitir uma partida de futebol direto do estádio de futebol.

 

Por volta de 1925, a Rádio Sociedade já emitia três jornais falados, além do “Jornal da Manhã”, realizado por Roquette Pinto. Havia o “Jornal do Meio-Dia”, o “Jornal da Tarde” e o “Jornal da Noite”, acompanhados de suplementos musicais que abrangiam páginas literárias, desportos, agronomia, seção feminina, doméstica e infantil.

 

Este ano marca o início do caminho da educação ligada ao rádio. Começaram as transmissões de aulas de geografia, história do Brasil, higiene, aulas de português, francês, história natural, física e química. Estava implantado o embrião do que, no futuro, viria a se transformar no Projeto Minerva.

 

Novos formatos de programas eram criados e implementados. Os infantis, além das histórias contadas, foram incrementados com programas teatrais de um quarto de hora de duração. Mas neste período parte da programação era esporádica, sendo apresentada de acordo com as colaborações dos convidados.

 

A proporção que os cientistas se afastavam da rotina obrigatória da rádio, esta foi adquirindo características semelhante à que possuía em outros países. O divertimento tomava os espaço da cultura. A medida que cresceu o número de receptores e conseqüentemente do público, profissionais foram contratados para trabalhar exclusivamente no rádio. Surgiu a profissão de “Speaker”, que era quem fazia as locuções. Um dos primeiros “speakers” da Rádio Sociedade era o escritor e jornalistas Rubey Wanderley.

Author: Redação

Share This Post On