Ecoturismo

O turista quer montanha? O Brasil tem. Tem montanhas, campos, rios, praias, cachoeiras, cataratas. Quer dunas? Pois não. O Brasil tem dunas, falésias, pântanos, cavernas, florestas selvagens, trilhas em matas intocadas, campos floridos. O interesse é por fauna e flora? A do Brasil é colorida e diversificada, vive em redutos ecológicos que abrigam também espécies preservadas da extinção.
O Brasil tem Brasil para todos os gostos. Um panorama tropical que fascina, diverte e deixa boquiaberto todo visitante que tem o prazer de testemunhar os requintes da natureza do País.

À tamanha generosidade natural corresponde a oferta de múltiplas atividades de ecoturismo disponíveis em todas as regiões. Caminhadas, cavalgadas, mergulhos em águas doces ou salgadas, passeios de barco ou a simples observação da natureza são prazeres que se renovam em cada paisagem: estão por todo lado. E com ingredientes que adicionam adrenalina ou paz de espírito ao viajante, a ele cabe escolher.

Se o turista gosta de adicionar aventura à natureza, basta acrescentar a pitada de emoção preferida – bicicross, rafting, rapel, técnicas verticais, off-road, canoagem, canyoning, vôo-livre. No entanto, se o viajante preferir pode conhecer a diversidade de ecossistemas preservados nos nossos parques nacionais, observar a multiplicidade de espécies vegetais e animais de nossas reservas, encantar-se com as cores e a sonoridade de aves majestosas, assistir ao espetáculo das baleias da espécie franca na região sul e jubarte no litoral da Bahia, nadar entre golfinhos no Arquipélago de Fernando de Noronha, embrenhar-se pelas galerias e salões das cavernas ou simplesmente flutuar pelos incontáveis rios que cruzam todo o território nacional

A lição é simples, cada um viaja a sua viagem. Todas elas, dentro do mesmo lugar: o Brasil.

Parques Nacionais: ciência, preservação e cultura
São mais de 50 Parques Nacionais de Norte a Sul, de Leste a Oeste do Brasil. Todos eles, sem exceção, apresentam grande interesse ecológico, científico, cultural e turístico. Somados, ocupam áreas muitas vezes superior ao tamanho de países europeus como Áustria, Bélgica, Dinamarca e Portugal, por exemplo.

Uma viagem pela pré-história
No Nordeste, o Parque Nacional de Serra da Capivara, no Piauí, é Patrimônio Mundial da Humanidade. Situado na borda da bacia do Rio Parnaíba, no município de São Raimundo Nonato, tem uma das maiores concentrações de sítios arqueológicos do mundo. São 535, que guardam mais de 30 mil pinturas rupestres, retratando o cotidiano do homem primitivo. Tem cânions recortados em paredões rochosos,cavernas, abismos que despencam na planície e formações curiosas dominam a paisagem.

O espetáculo da vida selvagem
Fica no Pantanal, no Centro-Oeste uma estrada que vale conhecer, a Transpantaneira. Seus 147 quilômetros ligam as cidades de Cuiabá e Porto Jofre, em Mato Grosso. É a rodovia que tem mais pontes no mundo, 126, cada uma delas um mirante com vista para a fauna. É um gigantesco zoológico, em linha reta e a céu aberto.

Ecoturismo Radical
Na região Sudeste fica o Parque Nacional da Serra do Cipó, em Minas Gerais. Ele tem pegadas do passado nas cavernas pré-históricas que contêm inscrições rupestres que, segundo os arqueólogos, foram gravadas há mais de 8 mil anos e um cemitério de 15 mil anos atrás, tido como um dos mais antigos do mundo. Os destaques são a Cachoeira da Farofa e os trekkings até o Cânion das Bandeirinhas e Cachoeiras do Gavião e Andorinhas. O parque também proporciona bons locais para prática de rapel, canyoning, tirolesa e caiaque.

A Grande Amazônia
Na região Norte predominam os ecossistemas amazônicos. Formada pelos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e grande parte dos estados do Maranhão e Mato Grosso, além de se extender por outros países vizinhos, a Amazônia tem a mata densa – num hectare há mais de 40  tipos de árvores – e fauna variada. Há centenas de espécies de animais, entre mamíferos, répteis, peixes e aves, alguns inclusive ameaçados de extinção, como o gavião-real (maior águia brasileira), o jaburu e a tartaruga-da-amazônia, que chega a 1,07 metro e vive no Amazonas, maior estado brasileiro. Em Pacaás Novos, em Rondônia, há trechos que nunca foram pisados pelo branco. 

O impressionante espetáculo das águas
No Parque Nacional do Iguaçu, o segundo mais antigo do Brasil, fundado em 1939, ficam as Cataratas do Iguaçu, maior conjunto de quedas d’água em volume do mundo e talvez o mais bonito. São 275 quedas de até 70 metros, sendo a Garganta do Diabo a mais impressionante. Embora preserve animais de grande porte, onças e veados, por exemplo, é muito mais fácil observar as aves e na entrada fica o Parque das Aves, com 160 espécies dos cinco continentes, numa área de mata secundária. 

    Author: Redação

    Share This Post On