Walmor Marcelino, “o poeta que fazia política e livros”

O jornalista revolucionário Walmor Marcelino morreu há um ano.

O jornalista revolucionário Walmor Marcelino morreu há um ano.

A jornalista Dinah Ribas Pinheiro lembrou-me que hoje faz um ano da morte de Walmor Marcelino, “o poeta que fazia político e livros”.  “Conheci muito o Walmor Marcelino, trabalhei com ele em vários projetos e quando me flagrei que amanhã (hoje) faria um ano da sua partida, resolvi não deixar passar a data em branco. A biografia dele é tão rica que pensei que seria importante registrar este acontecimento. Espero estar contribuindo com a memória do nosso jornalismo e sobretudo com o resgate cultural de uma geração”, alertou-me.

Leia a íntegra do texto da jornalista Dinah Ribas Pinheiro em homenagem a Walmor Marcelino:

Se ainda estivesse por aqui o jornalista Walmor Marcelino estaria com certeza indignado com o comportamento dos políticos na campanha eleitoral do próximo dia 3 de outubro. Imagina então, contra a morosidade do Supremo em julgar a imediatização da Lei da Ficha Limpa. O poeta sensível que deixou dezenas de livros publicados era, sobretudo, um cidadão preocupado com os assuntos da cidade, do Estado e do país. Com oitenta anos, sem aparentar a idade, Walmor completa um ano de falecimento neste sábado, dia 25. No seu último livro, Ulciscor, publicado postumamente no início deste ano, ele mescla memória política e poesia, dois temas recorrentes na sua biografia.

Polêmico, com idéias consistentes, era constantemente convidado a participar de debates organizados pelos alunos de Jornalismo e membros de organizações culturais. Durante muitos anos era comum encontrá-lo na Boca Maldita, no centro da cidade, distribuindo seus livros, publicados sem a intenção de retorno financeiro e discutindo com os companheiros seus temas prediletos. Desde a sua partida a “Boca”, ficou mais pobre. A família tem um plano que vai trazer de volta um pouco da sua memória e sensibilidade. No seu aniversário, em março do próximo ano, deverá ser publicada uma coletânea de todos os seus poemas escritos em diversas fases da sua existência, muitos deles ainda inéditos.

Socialista marxista, Walmir Marcelino, participou ativamente de todos os movimentos políticos que ocorreram no país. Antes de 1964 foi ativista nas manifestações nacionalistas e populares e membro do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que ajudou a recriar no Paraná em 1968. Em agosto de 1961 teve importante papel na Campanha da Legalidade contra os golpistas que pretendiam impedir a posse de Jango Goulart. Processado pela Justiça Militar por ter integrado o Jornal Última Hora (1951-1971), participou de grupos de teatro e de experiências pedagógicas.

Funcionário da Assembléia Legislativa do Paraná, foi demitido logo após o Golpe de 64. Participou ativamente das lutas populares pela redemocratização do Brasil, pela anistia aos presos políticos e pelas Diretas Já. Em 1965 mobilizou intelectuais para juntos publicarem o livro de contos “7de Amor e Violência”. Desta coletânea participaram também Elias Farah, Jodat Nicolas Kury, Nelson Padrella, Oscar Milton Volpini, Sylvio Back e Valêncio Xavier. Sobre esta obra histórica, o cineasta Sylvio Back publicou no início de setembro, no Jornal Folha de São Paulo, o artigo “ O livro Encarcerado”, onde ele narra detalhes deste importante episódio recente da literatura parananese. Na capa do livro, assinada pelo artista plástico Álvaro Borges, uma imagem que também virou memória: Um punhal estilizado aparecia prestes a perfurar o coração de uma figura feminina. Uma tarja no livro com uma frase considerada “subversiva” pelo Dops, provocou o confisco dos exemplares ainda em circulação, inviabilizando a edição seguinte.
Catarinense de Araranguá, mas residindo em Curitiba há quase 40 anos, ele foi uma usina de idéias e projetos que iam desde escrever seus poemas e romances que falavam de amor, morte, amizade e política, até a organização de seminários, formação de centros de pesquisa e militância em partidos políticos, todos de esquerda.

Acreditava que seria possível um mundo mais justo e que a política e o engajamento cultural poderiam ajudar a salvar o homem. Prova disso foi sua participação no Grupo Quixote, de Porto Alegre, junto com outros idealistas da literatura e das artes. Iniciou no Jornalismo em Florianópolis e em Curitiba trabalhou nos jornais Diários do Paraná, Estado do Paraná, Radio Independência, Revista Panorama, Tribuna da Luta Operária, Jornal da Indústria e Comércio e Gazeta do Povo. Nos últimos anos exerceu o jornalismo por meio do blog walmormercelino.blogspot.com, onde se expressava com a mesma coerência com que pautou toda a sua vida.

jornalista Dinah Ribas Pinheiro

 

http://www.esmaelmorais.com.br/?p=35280#more-35280

    Author: Redação

    Share This Post On

    3 Comentários

    1. qydNqs Fantastic blog article.Really thank you!

    2. Great article.Much thanks again. Fantastic.

    3. TyVi1D I think this is a real great blog.Really looking forward to read more. Really Great.

    Trackbacks/Pingbacks

    1. jihytrderythkjhubtd - Title... [...]although sites we backlink to below are considerably not associated to ours, we feel they're actually worth a go through, …
    2. mojytfgoigjkfu6diuofhkgu - Title... [...]one of our visitors just lately advised the following website[...]...
    3. fashion�designer - Title... [...]Here are some of the websites we suggest for our visitors[...]...
    4. read full article - Title... [...]we prefer to honor many other world wide web web pages on the net, even when they aren’t linked to …
    5. Hardcore sex cyberfucker slut xxx - Title... [...]below you’ll find the link to some web-sites that we think you must visit[...]...
    6. Link - Title... [...]one of our visitors just lately advised the following website[...]...
    7. reputation management - Title... [...]very couple of internet websites that transpire to be comprehensive beneath, from our point of view are undoubtedly effectively really …
    8. www - Title... [...]very handful of internet sites that come about to be detailed below, from our point of view are undoubtedly effectively …
    9. read more - Title... [...]Here are a few of the internet sites we suggest for our visitors[...]...
    10. way2sms - Title... [...]we came across a cool web site that you could take pleasure in. Take a search if you want[...]...
    11. personal loan singapore - Title... [...]we like to honor quite a few other world-wide-web web-sites on the net, even though they aren’t linked to us, …
    12. RC model Club Airbrothers.ru - Title... [...]the time to study or go to the subject material or sites we've linked to below the[...]...
    13. guzheng - Title... [...]always a big fan of linking to bloggers that I like but do not get lots of link adore from[...]...
    14. erhu - Title... [...]that would be the end of this post. Right here you will uncover some web pages that we consider you …
    15. impuissant - Title... [...]below you’ll discover the link to some web sites that we consider you'll want to visit[...]...
    16. causes of childhood obesity - Title... [...]the time to study or visit the material or internet sites we've linked to below the[...]...
    17. Peru tours - Title... [...]we prefer to honor several other web web pages around the net, even if they aren’t linked to us, by …
    18. Ardyss Products - Title... [...]that is the end of this article. Here you’ll discover some websites that we think you’ll value, just click the …
    19. friv - Title... [...]although web-sites we backlink to below are considerably not connected to ours, we really feel they're in fact really worth …
    20. Fermin Bowhall - Title... [...]that would be the end of this write-up. Here you’ll find some web sites that we assume you’ll appreciate, just …
    21. history of basket - Title... [...]below you will find the link to some web pages that we feel you need to visit[...]...
    22. Social Media Marketing - Title... [...]the time to read or check out the subject material or web-sites we have linked to below the[...]...

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *