Tradição da Ceia de Natal no Brasil

natal-01
Conforme consta na literatura, há centenas de anos, os europeus deixavam a porta de sua casa aberta no dia de Natal para que os peregrinos e viajantes entrassem e, junto com a família e confraternizassem nesse dia.

Aí está o porquê de o Natal ser uma data de confraternização entre amigos e familiares. E o prato mais clássico servido nessa ocasião é o peru.

O consumo dessa ave se originou nos EUA. Lá, o peru é um prato tradicionalmente servido no Dia de Ação de Graças, uma data muito importante para os americanos, e essa tradição veio para o Brasil.

Os índios americanos já criavam perus antes de ocorrer a colonização inglesa.

Durante a colonização, os índios serviram peru para comemorar a primeira grande colheita, e assim surgiu o hábito de consumir peru para celebrar datas importantes.
Outros alimentos tradicionais do Natal são as frutas secas, as nozes, as castanhas e o panetone. Este foi criado na Itália, mas não se sabe exatamente sua origem. Existem várias versões.

Mas, independentemente das lendas em torno da história do panetone, ele está sempre presente nas mesas de Natal de todo brasileiro.

O banquete do natal varia conforme a região do Brasil, do sul ao nordeste, adaptando os pratos tradicionais de suas terras com os alimentos típicos oferecidos na data especial, na qual todos se reunem para comemorar.

O banquete do natal varia conforme a região do Brasil, do sul ao nordeste, adaptando os pratos tradicionais de suas terras com os alimentos típicos oferecidos na data especial, na qual todos se reunem para comemorar o aniversário do menino Jesus.

A ceia de natal brasileira incorporou várias receitas locais como a rabanada e o bolinho de bacalhau, que chegou ao país com a colonização portuguesa

Mas uma ceia tradicional precisa ter também assados como peru, pernil, leitão, lombo, e doces diversos. Também é tradição o vinho e o champanhe, gelados. Cada país preserva costumes variados em relação a Ceia de Natal. Vem dos americanos a tradição do peru. Nozes, castanhas, amêndoas e avelãs são costumes europeus, que também preenchem as mesas brasileiras. A história mostra que na Roma antiga, era costume presentear amigos e parentes com estas frutas secas, como forma de desejar boa sorte.

QUE ESTE ANO SEJA UM NATAL BEM BRASILEIRO…

Feliz Natal!

Natal brasileiro, sem nada estrangeiro,

Calor de dezembro, sem neve, sem frio.

Natal todo nosso, com sinos tocando

As velhas matrizes do nosso Brasil.

Feliz Natal!

Na hora da ceia não sirva peru,

Sirva um bom café, vatapá, caruru.

Família reunida, contente da vida,

Que bom festejar, festejar o Natal a cantar

(“Não há, o gente, oh não…”)

Natal tão bonito, Natal tão azul.

Luar do sertão e o Cruzeiro do Sul

A iluminar o Brasil por inteiro.

Eu quero este ano, ver Papai Noel

de Verde-Amarelo,

chegar alta noite e em cada chinelo

deixar o orgulho de ser brasileiro!

 

Author: Claudio Ribeiro

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *