Ouça “História Hoje” 08/08: Conheça o revolucionário mexicano Emiliano Zapata

Emiliano-Zapata

Emiliano Zapata Salazar nasceu em 08 de agosto de 1879 no pequeno estado mexicano de Morelos, no vilarejo de San Miguel Anenecuilco. Naquele tempo, o México era dominado pela ditadura de Porfirio Díaz em uma sociedade predominantemente agrária.

Apresentação América Melo

 

História

 

Emiliano Zapata Salazar foi um grande revolucionário mexicano que atuou na Revolução Mexicana contra o governo oligárquico de Porfírio Díaz concomitantemente com o revolucionário Pancho Villa. Nasceu em 8/8/1879 na cidade de San Miguel de Anenecuilco, no estado de Morelos. Era filho de índios camponeses. As terras de sua família foram roubadas por um rico fazendeiro. Depois de ter visto seu pai chorando pela terra, jurou que tomaria de volta as terras de índios e camponeses pobres do México. Iniciou cedo na militância política, lutando contra as injustiças emilianosofridas por seu povo.

 

Zapata teve certa influência de um anarquista do norte do México, Ricardo Flores Magón. A introdução de Zapata ao anarquismo aconteceu por obra de um professor local, Otilio Montano, que expôs a Zapata os trabalhos de Peter Kropotkin e Flores Magón no mesmo período em que o futuro líder revolucionário estava observando e tomando parte nos conflitos dos pequenos agricultores pela terra.

 

Em 1908 assumiu a liderança do movimento dos camponeses indígenas, que tinha o objetivo de promover a reforma agrária no México. No tempo de Porfírio Díaz, havia muitas comunidades de índios e mestiços, cada qual com seus pedaços de terras. O governo ditador dava forças para que as terras desses fossem tomadas pelos latifundiários. Em 1910 formou um exército promovendo operações de guerrilha contra os proprietários das fazendas de açúcar dos estados de Guerrero e Morelos. Em 1911 formou o grande o Ejército Libertador del Sur (Exército Libertador do Sul), reunindo camponeses explorados nas grandes plantações.

 

Atuante no sul do México pregando a rebelião contra o ditador Porfirio Díaz e contra os grandes proprietários, aliou-se a Pancho Villa, representante dos peões do norte. Ajudou o liberal Francisco Madero a derrubar Díaz, na Revolução Mexicana, a primeira revolução popular do século XX. Descontente com a demora na restituição de terras aos camponeses, em 1913 rompeu com Madero e comandou uma revolta sob o lema “Terra e Liberdade”. Ocupou a Cidade do México por três vezes entre 1914 e 1915.

 

Quando notou que havia sido enganado por Madero e que a reforma agrária não sairia, visto que o próprio Madero era grande fazendeiro e donos de minas, lançou o Plano de Ayala, que exigia reforma agrária. Os antigos porfiristas, que não foram prejudicados por Madero, temeram tal plano.

 

Se voltou contra os sucessores de Madero no governo, os generais Victoriano Huerta e Venustiano Carranza, que chegaram ao poder com sua ajuda mas fracassaram na realização da reforma agrária.

 

Com a cabeça a prêmio, é assassinado no tempo de Carranza, que tinha apoio dos EUA, em Cuernavaca. Foi baleado por mais de 100 soldados no dia 10/4/1919.

 

A figura de Emiliano Zapata inspirou em 1994 a criação do Exército Zapatista de Libertação Nacional (EZLN), liderado pelo subcomandante insurgente Marcos, grupo de camponeses indígenas que se rebela contra o governo em Chiapas, no sul do país, num impasse que dura até hoje.

 

“É melhor morrer de pé do que viver de joelhos.” (Emiliano Zapata)

 

itaipu log

 

História Hoje: Programete sobre fatos históricos relacionados às datas do calendário. Vai ao ar pela Rádio Brasil Cultura de segunda a sexta-feira.

    Author: Braisil Cultura

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *