Lançado O Capital, obra-prima de Karl Marx

hnh-ocapital

No dia 14 de setembro de 1867, era publicada a obra-prima de Karl Marx, “O Capital: Crítica de Economia Política”, uma obra que serviria de conceito e base teórica para grandes revoluções no mundo, criação de regimes de governo, além de uma crítica ao sistema capitalista. Além de “O Capital”, “Manifesto Comunista” também é considerado uma das grandes obras do pensador, filósofo e teórico alemão.

Em seu livro, Marx assinalou: “os donos do capital estimularão a classe trabalhadora para que comprem mais e mais bens de consumo, casas, tecnologia, fazendo-os dever cada vez mais, até que a dívida se torne insuportável. O débito não pago da dívida levará os bancos à falência, porque terão que ser nacionalizados e o Estado dirigir a economia”.

A ideia central de Marx estava na crença da derrocada da sociedade capitalista, que seria seguida por uma vitória do comunismo, libertando a classe trabalhadora da exploração por parte do empresariado.

Para escrever o primeiro volume de sua obra, Marx levou mais de 15 anos e concentrou suas pesquisas na biblioteca do Museu Britânico, de Londres. Os dois outros volumes foram finalizados após a morte de Marx, por seu amigo Friedrich Engels, com base em fragmentos, bilhetes e anotações, deixados por Marx.

Marx morreu aos 64 anos de pleurisia em Londres, em 14 de março de 1883. Enquanto sua tumba original possuía apenas uma pedra qualquer, o Partido Comunista da Grã-Bretanha ergueu uma enorme lápide, incluindo o busto de Marx, em 1954. Na grande sepultura, vê-se gravada a última frase do Manifesto Comunista (“Trabalhadores de todo o mundo, uni-vos”).

 

    Author: Claudio Ribeiro

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *