Dia da Paz – 21 de setembro

POMBA DA PAZ POETASDELMUNDOPara muita gente, a paz é uma realidade cotidiana: acordar, ir à escola ou ao trabalho, se alimentar, ver televisão, brincar, dormir. Mas para muitas crianças e adultos, essa realidade é um sonho distante. Essas pessoas vivem em nações em guerra, em regiões em conflito, são refugiadas, suas casas estão destruídas.

A paz é um bem precioso e temos que lutar por ela. Criar pontes entre pessoas de crenças e culturas diferentes. Para fazer algo em favor da paz a Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) criou, em 1981, o Dia Internacional da Paz.

Qual o valor da paz em nossa vida pessoal? Em casa, na escola, será que basta cada um viver sua vida, sem se importar com o outro, para viver em paz? Não, muito pelo contrário. A paz é difícil de ser construída. Para ter paz é preciso criá-la e lutar por ela todos os dias. Construir a paz significa ter tolerância, aceitar as diferenças, conviver com o outro. E se há conflito como chegar a um acordo? Conversando, negociando, propondo alternativas.

Será então que basta obedecer às regras e fazer tudo certinho? É isso viver em paz? Aceitar injustiças, fechar os olhos? Ter paz, ao contrário, é ter os olhos bem abertos. Sentir harmonia entre o que a gente pensa e o que sente. Agir como a gente acha que é certo. É difícil, mas é isso que significa ter paz no coração. Ter a mente tranqüila.

Paz e liberdade

Entre os governos e os países a paz também é difícil de ser construída. Paz não é apenas ausência de guerra ou de conflitos. Um povo oprimido e escravizado não é um povo que vive em paz. Um povo apático e alienado também não vive em paz. Para haver paz é preciso haver liberdade.

Outro ponto a se pensar é que o tecido social não é sólido se não há igualdade ou justiça. Dentro de uma sociedade sem igualdade e sem justiça há espaço para a violência. A paz precisa de justiça.

Há muitas formas de celebrar o Dia da Paz. Soltar uma pomba branca, recortar mil bandeiras brancas, conversar com quem está ao nosso lado ou fazer um minuto de silêncio pelas pessoas que estão em guerra. Fazer um desenho, criar um poema ou fazer uma pesquisa para descobrir quantas nações estão em conflito, hoje, neste momento. O conhecimento é uma arma muito importante em favor da paz. Tudo isso vale. E muito.

 

*Heidi Strecker é filósofa e educadora.

    Author: Redação

    Share This Post On

    1 comentário

    1. piVC0F Really appreciate you sharing this article.Really thank you! Really Cool.

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *