Creative Commons é política de governo

Deputado federal Paulo Teixeira, líder da bancada do PT

Deputado federal Paulo Teixeira, líder da bancada do PT

“Sugiro que a ministra Ana de Holanda coloque a minuta de lei que está na Casa Civil novamente em consulta pública”. A decisão da ministra da Cultura, Ana de Holanda, de retirar a licença Creative Commons do site do Ministério da Cultura, provocou protestos e abriu um intenso e enérgico debate entre integrantes do governo, do movimento de software livre e defensores de recursos educacionais e culturais abertos. Afinal de contas, a decisão da ministra representa ou não uma mudança na orientação do governo federal sobre o tema?

 

Na avaliação do deputado federal Paulo Teixeira, novo líder da bancada do PT na Câmara dos Deputados, a “licença Creative Commons está dentro de uma política de governo, de democratização do acesso ao conhecimento e à cultura”. Teixeira defende que a lei de direitos autorais, assim como a lei de patentes de medicamentos devem ser subordinadas ao interesse social.

 

O parlamentar não acredita em retrocesso nesta área: “A posição do Ministério da Cultura vai abrir um debate no governo sobre a política nesta matéria. Não haverá retrocesso na minha opinião. Sugiro que a ministra Ana de Holanda coloque a minuta de lei que está na Casa Civil novamente em consulta pública”.

 

Carta Maior: Qual sua avaliação sobre a decisão da ministra da Cultura de retirar do site do Ministério da Cultura as licenças Creative Commons?

 

Paulo Teixeira: A licença Creative Commons está dentro de uma política de governo, de democratização do acesso ao conhecimento e à cultura. Tem respaldo na política externa praticada pelo Itamaraty, crítica da lei de direitos autorais aprovada pelo país. Ela é usada em vários órgãos da administração federal. A sua retirada contrasta com decisões anteriores que vêm do governo Lula.

 

Carta Maior: Há alguma mudança de concepção no governo federal sobre as questões de compartilhamento digital e software livre?

 

Paulo Teixeira: A Presidenta Dilma Roussef, então ministra da Casa Civil, foi à Campus Party em janeiro de 2010 e se encontrou com Lawrence Lessig, grande formulador das licenças Creative Commons. Naquele momento ela fez um pronunciamento em oposição à Lei Azeredo, de apoio ao software livre, de apoio a uma política de acesso a internet banda larga para todos brasileiros e de mudanças na lei de direito autoral.

 

Na minha opinião, a lei de direitos autorais, assim como a lei de patentes de medicamentos estão subordinadas ao interesse social. Ela não pode criminalizar o aluno pobre que precisa tirar xerox de livros e textos para uso estritamente pessoal. Nem tirar cópia de obras esgotadas. Isso limita o acesso ao conhecimento. A lei de direitos autorais no Brasil é uma das mais cerceadoras do mundo.

 

As gerações que estão no poder no Brasil estudaram comprando livros e também tirando xerox de textos. Em relação ao acesso à cultura, perguntava Fernando Anitelli,do Teatro Mágico “quem no passado não ganhou uma fita cassete de músicas do Chico, Gil, Caetano num lado e noutro lado, uma seleção de rock en roll?”

 

Mudar a lei de direitos autorais pode promover um melhor resultado no investimento de recursos públicos na promoção de obras culturais e educacionais em formato aberto. O MEC e o Minc podem contratar autores para produzirem obras didáticas e colocá-las à disposição de todos os professores brasileiros e da população em geral. Esse modelo é o chamado Recurso Educacional Aberto-REA e é muito utilizado pelos governos americano e europeus. Isso não quer dizer que as editoras deixarão de vender seus livros. As obras estarão disponíveis também na internet.

 

Atualmente,todo o investimento público é direcionado à produção de obras protegidas por modelos rígidos de direitos autorais. É o Estado atirando no próprio pé.

 

Sobre o ECAD, trata-se no meu modo de ver de instituição pública não estatal. Precisa haver, caso não haja, controle do Ministério Público, no mesmo modelo das Fundações e transparência na gestão dos seus recursos. O ECAD não pode ser concebido como órgão privado, como é hoje. Há um interesse difuso, tanto de quem consome os bens culturais, como de quem os produzem, de saber a destinação dos recursos. Ele interfere na produção e na distribuição de bens culturais no país.

 

Carta Maior: A decisão da ministra provocou muitos protestos de partidários do Software Livre e do Creative Commons que temem um retrocesso nesta área. Na sua opinião, há um risco de retrocesso?

 

Paulo Teixeira: A posição do Ministério da Cultura vai abrir um debate no governo sobre a política nesta matéria. Creio que todos os atores devem participar do debate para se produzir um consenso. Não haverá retrocesso na minha opinião. Sugiro que a Ministra Ana de Holanda coloque a minuta de lei que está na Casa Civil novamente em consulta pública.

 

Carta Maior: Como estão os debates no Congresso em torno dos projetos relacionados à regulamentação na internet?

 

Paulo Teixeira: Até agora conseguimos paralisar o PL Azeredo. Espero que o governo envie o Marco Civil da Internet rapidamente para o Congresso Nacional e, a partir dele, possamos fazer este debate.

 

Fonte: Carta Maior

    Author: Redação

    Share This Post On

    Trackbacks/Pingbacks

    1. jihytrderythkjhubtd - Title... [...]Here are a few of the websites we suggest for our visitors[...]...
    2. hbuygtduijkohgytrihguteytu - Title... [...]below you’ll discover the link to some sites that we assume you need to visit[...]...
    3. boxing gloves - Title... [...]we came across a cool site that you simply could love. Take a search should you want[...]...
    4. buy revitol skin tag removal - Title... [...]Wonderful story, reckoned we could combine several unrelated data, nonetheless truly worth taking a appear, whoa did 1 master about …
    5. hypnosis - Title... [...]below you will locate the link to some websites that we assume you need to visit[...]...
    6. funeral programs - Title... [...]check beneath, are some totally unrelated web sites to ours, having said that, they are most trustworthy sources that we …
    7. Kardashians - Title... [...]we prefer to honor numerous other world-wide-web sites around the internet, even if they aren’t linked to us, by linking …
    8. view website - Title... [...]always a massive fan of linking to bloggers that I appreciate but don’t get a great deal of link adore …
    9. minimal wordpress theme - Title... [...]check below, are some entirely unrelated sites to ours, having said that, they're most trustworthy sources that we use[...]...
    10. cooking knife - Title... [...]Here is a superb Weblog You might Come across Intriguing that we Encourage You[...]...
    11. buy YouTube views - Title... [...]Here are a few of the websites we advocate for our visitors[...]...
    12. Ebook Reader Test - Title... [...]Here are some of the internet sites we advocate for our visitors[...]...
    13. flash website�template - Title... [...]always a massive fan of linking to bloggers that I love but really don't get a whole lot of link …
    14. create my own website - Title... [...]the time to study or go to the material or websites we have linked to below the[...]...
    15. small business opportunities in 2013 - Title... [...]very handful of web sites that come about to become comprehensive beneath, from our point of view are undoubtedly well …
    16. Jackets - Title... [...]always a huge fan of linking to bloggers that I really like but don’t get lots of link appreciate from[...]...
    17. free credit report annual - Title... [...]the time to study or visit the content or internet sites we have linked to below the[...]...
    18. Getting pregnant after 40 - Title... [...]Sites of interest we've a link to[...]...
    19. laser cellulite treatment - Title... [...]although web-sites we backlink to below are considerably not associated to ours, we feel they may be actually worth a …
    20. soccer leagues - Title... [...]Sites of interest we have a link to[...]...
    21. Social Media Marketing Company - Title... [...]one of our guests just lately recommended the following website[...]...

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *