Brasil faz HOJE protesto histórico contra reformas

greve000000

De acordo com o instituto Vox Populi, a reforma da Previdência de Temer é rejeitada por 93% dos brasileiros. A pesquisa foi encomendada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e divulgada no dia 13 de abril. O sentimento de rejeição, portanto, estava no coração do povo. Agora, o clima de greve geral está nas ruas e na boca do povo. O movimento iniciado pelas principais centrais de trabalhadores do Brasil contra as reformas de Michel Temer, entre elas a trabalhista, ganhou ampla adesão

 

 

O ataque a direitos consagrados na Constituição Federal e na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) unificou CUT, Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB, União Geral dos Trabalhadores (UGT), Força Sindical, Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST), Conlutas, Intersindical e Central Geral dos Trabalhadores do Brasil. Juntas, essas entidades representam mais de 10 milhões de trabalhadores.

 

Ao lado das frentes Brasil Popular, Povo Sem Medo e movimentos sociais, as centrais sindicais mobilizaram petroleiros, metalúrgicos, bancários, metroviários, motoristas de transporte público, professores das redes pública e particular, trabalhadores dos Correios, construção civil, eletricitários, movimento estudantil e vem ganhando o apoio da população. O esforço promete resultar nesta sexta-feira em uma greve histórica em defesa dos direitos do povo brasileiro.

 

Confira por Estado quais trabalhadores aderiram à greve geral:

 

Alagoas

 

Professores da educação pública e particular

Bancários

Funcionalismo público federal

Trabalhadores de empresas de transporte público de Maceió

 

Amazonas

 

Professores universitários

Petroleiro

Rodoviários

Bancários (bancos públicos)

Vigilantes

Polícia Civil

Construção civil

 

Bahia

 

Policiais civis

Professores da rede pública de ensino

Trabalhadores em saúde da rede pública

Rodoviários de Salvador e Região Metropolitana

Comerciários de Salvador, Irecê, Itabuna e Ilhéus

Bancários de todas as bases sindicais da Bahia

Metalúrgicos

Servidores do Judiciário estadual e federal

Trabalhadores da construção civil

Técnicos administrativos das universidades federais

Servidores públicos municipais de Itabuna

Petroleiros

Servidores públicos estaduais

 

Ceará

 

Bancários

Profissionais de setores essenciais, como transporte, saúde e educação

Comerciários

Transportes coletivos

Construção civil

Metalúrgicos

 

Distrito Federal

 

Servidores públicos federais

Auxiliares de Administração Escolar em Estabelecimentos Particulares de Ensino

Bancários

Empregados no Comércio Hoteleiro, Restaurantes, Bares e Similares F

Trabalhadores federais em saúde previdência e assistência social no distrito federal

Professores da entidades de ensino particulares

Radialistas

Trabalhadores Empresas de Transportes Terrestres de Passageiros Urbanos

Trabalhadores da Fundação Universidade de Brasília

Servidores do Detran

Trabalhadores de Limpeza Urbana do Distrito Federal

Aeroportuários

Trabalhadores em Embaixadas, Consulados e Organismos Internacionais

 

Espírito Santo

 

Professores

Portuários

Comerciários

Bancários

Metalúrgicos

Servidores públicos

Construção civil

Rodoviários

Enfermeiros(as) e psicólogos(as)

 

Goiás

 

Professores municipais de Anápolis

SIMPMA

Trabalhadores em Empresas de crematório e Cemitérios SINEF

Limpeza Urbana Stilurbs

Servidores Públicos

Polícias Civis

Aeroviários

Bancários

Técnicos e trabalhadores nas Universidades e Institutos Federais de Ensino Sintifesgo – Goiás

 

Maranhão

 

Rodoviários

Metalúrgicos

Sintema

Simproeesema

Vigilantes

Sindicatos da pesca

Sindicatos rurais

Panificação

 

Mato Grosso

 

Servidores públicos estaduais

Servidores da Educação Pública

Bancários

Trabalhadores dos transportes públicos

Servidores de diferentes esferas do Judiciário

 

Minas Gerais

 

Servidores públicos

Trabalhadores da agricultura

Bancários

Trabalhadores em educação

Motoristas de ônibus

Sindicato dos Rodoviários de BH e Região

Docentes da PUC Minas

Profissionais de saúde

Trabalhadores do Poder Judiciário Federal no Estado de Minas Gerais

Professores da rede privada

Petroleiros

Metalúrgicos

 

Pará

 

Portuários,

Bancários,

Construção Civil

Comerciários

Servidores Públicos

Trabalhadores na Educação

Aeroviários

Rodoviários

 

Paraíba

 

Trabalhadores da educação federal, estadual e municipal

Justiça federal

Trabalhadores no comércio

Bancários

Ferroviários

Frentistas

Motoristas

Construção civil

Trabalhadores na indústria

Trabalhadores rurais

 

Pernambuco

 

Bancários

Metroviários

Policiais civis

Servidores da Assembleia Legislativa de Pernambuco

Guardas municipais

Professores do setor público e privado

 

Piauí

 

Professores do setor público e privado

Servidores da saúde pública

Correios

Rodoviários

Metroviários

Comerciários

Servidores públicos municipais

Servidores judiciários federais

 

Rio de Janeiro

 

Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (SinproRio)

Professores da rede particular

Radialistas trabalhadores nas Empresas de Energia do Rio de Janeiro e Região (Sintergia)

Bancários Rio

Bancários Teresópolis

Bancários Baixada

Bancários Campos

Petroleiros Norte Fluminense (Sindipetro-NF)

Educadores Municipais e Estaduais (Sepe-RJ)

Docentes da UFRRJ (Adur-RJ)

Trabalhadores em Educação da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (Sintur-RJ)

Docentes do Cefet (Adcefet-RJ)

Servidores da Fundação Oswaldo Cruz (Asfoc SN)

Trabalhadores da Saúde, Trabalho e Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro (Sindsprev-RJ)

Professores da UFRJ (Adufrj)

Servidores da UFRJ (Sintufrj)

Trabalhadores dos Correios (Sintect-RJ)

Servidores Técnico-Administrativos CEFET-RJ (Sintecefetrj)

Docentes da UFF (Aduff)

Servidores da UFF (Sintuff)

Docentes da UERJ (Asduerj)

Petroleiros Rio de Janeiro já aprovaram greve nos terminais de Ilha D`água e Ilha Redonda (demais setores ainda realização assembleia)

Petroleiros Duque de Caxias

Rodoviários do Rio de Janeiro

Servidores do Poder Judiciário

Motoristas, cobradores e fiscais de transporte público na capital fluminense

Metroviários

 

Rondônia

 

Servidores da educação pública do estado

Servidores públicos federais

Bancários

Santa Catarina

Bancários

 

São Paulo

 

Metroviários SP

Metalúrgicos SP

Rodoviários SP

Sintusp – Trabalhadores da USP

Professores Estaduais

Educadores Municipais

Professores de redes particulares

Sintaema – Trabalhadores da Sabesp, Cetesb e Fundação Florestal Eletricitários

Bancários

Portuários de Santos

Rodoviários de Santos

Correios SP

Portuários

Aeroviários

Sindsef – Servidores Federais

Sinsprev

Sintrajud – Judiciário Federal

Judiciário Estadual

Siemaco Baixada Santista

Químicos SP

Sindicato dos Ferroviários da Central do Brasil

Sindicato Nacional dos Servidores Públicos Federais da Área de Ciência e Tecnologia do Setor Aeroespacial – SINDCT

SINDPD – Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo

Trabalhadores e estudantes da Unesp de Presidente Prudente

Sindicatos dos Servidores Publicos Municipais de Diadema – SINDEMA

 

Sergipe

 

Bancários

Auditores fiscais tributários

Servidores públicos estaduais

Construção civil

Enfermeiros

Trabalhadores rurais

 

Rio Grande do Norte

 

Petroleiros

Bancários

Comerciários

Vigilantes

Correios

Ferroviários

Trabalhadores têxteis

Confecções

Policiais civis

Aguas e esgotos

Docentes da UFRN

Docentes do IFRN

Trabalhadores do TRT

Municipais de Natal

Municipais de Parnamirim

Municipais de Caicó

Saúde

Trabalhadores da limpeza urbana

Trabalhadores rurais

 

Paraíba

 

Aeroviários – pilotos, comissários e controladoras de vôo

Bancários

Comerciários

Construção civil

Correios

Ferroviários

Frentistas

Motoristas e cobradores

Policiais civis

Portuários

Professoras da rede privada de ensino

Professoras e servidores da UEPB

Professoras e servidores da UFPB

Professores da rede pública de ensine

Professores e técnicos administrativos do IFPB

Servidores da Justiça Federal

Trabalhadores da Fundac

Trabalhadores da limpeza urbana

Trabalhadores e trabalhadoras rurais

Urbanitários

 

Tocantins

 

Trabalhadores em educação fisica

Agentes de saúde

Farmaceuticos

Professores da rede estadual

Bancários

Enfermeiros

Servidores do Ministério Público

Servidores estaduais

Trabalhadores da saúde

Mototaxi

Taxistas

Eletricitários

Garçons

Servidores Municipais de Palmas e Araguaina

Psicólogos

Inspetores de defesa agropecuária

Motoboys

Comerciários

Trabalhadores Rurais

Auditores fiscais

Funcionários da Justiça

Jornalistas

Servidores Federais

 

Confira abaixo a data e local da manifestação em sua cidade na sexta-feira (28):

 

São Paulo- (SP) Largo da Batata, às 17h

Praça da Sé, às 14h

Masp, às 14h

Viaduto do Chá, às 14:30h

Praça Benetido Calixto, às 14h

Periferia em Marcha na Greve Geral

USP na greve Geral

Mackenzie na Greve Geral

 

Sorocaba: Praça Coronel Fernando Prestes, às 8h

Padaria Sukao, às 8h

 

Jundiai: Sindicato dos Servidores Públicos de Jundiaí, às 6:00

 

Campinas: Largo do Rosário, às 16h

Associação dos Advogados Trabalhistas de Campinas – AATC, às 9h

 

Bragança Paulista: Praça Raul Leme, às 10h

 

Rio Claro: Jardim Público Rio Claro, às 8:30h

 

Indaiatuba: Praça Prudente De Morais, às 9h

 

Suzano: Suzano Praça dos Expedicionários, às 9h

 

Ribeirão Preto: Teatro Dom Pedro II, às 9h

Rua Álvares Cabral, 370, às 9h

 

Araraquara: Praça Santa Cruz, às 8h

 

Americana: Praça Comendador Muller, às 8h

 

Piracicaba: Terminal Central de Integração – Tci, às 8h

 

Ourinhos:Praça Mello Peixoto, a partir das 8h

 

LGBT´s na Greve Geral em São José dos Campos

 

Baixada Santista: Praça Mauá, Santos, às 10h

 

Taubaté: Praça Santa Terezinha, às 19h

 

São Sebastião: Terminal Transpetro – TEBAR, às 7h

 

 

Brasília (DF)

 

No canteiro central, em frente à Rodoviária de Brasília, entre o Museu da República e o Teatro Nacional, às 17h

 

Goiás

 

Goiânia (GO): Assembleia Legislativa de Goiás, às 8h

Praça do Trabalhador, às 8h

Formosa- às 10h

 

Ceará

 

Fortaleza (CE): Praça da Bandeira, às 9h

 

Caucaia

 

Sobral: Praça de Cuba, às 7:30

 

 

Paraíba

 

João Pessoa (PB): Ponto de Cem Reis, às 14h

 

Tocantins

 

Palmas (TO): Avenida JK, concentração no Colégio São Francisco, às 9h

Avenida Tocantins/Taquaralto, concentração no Posto Trevo, às 16h

 

Roraima

 

Porto Velho (RO): Praça das Três Caixas D’água, às 9h

 

Rio de Janeiro

 

Barra Mansa: Praça da Matriz, a partir das 8h

 

UFRRJ: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

 

Rio de Janeiro: Cinelândia, às 14h/ Alerj às 18h

 

Paraty: Praça Do Chafariz, às 16h

 

Niterói: Praça Araribóia às 15h

 

Espírito Santo

 

Vitória: Avenida Nossa Senhora da Penha, às 14h

 

Minas Gerais

 

Belo Horizonte: Praça da Estação, às 9h

Praça Sete De Setembro, às 10h

 

Pouso Alegre: Praça Senador José Bento, às 15h

 

Juiz de Fora: Praça da Estação, às 9h

 

Lavras: Praça Trabalhadores, às 8h

 

Uberaba: Praça Rui Barbosa, às 9h

 

 

Bahia

 

Salvador: Iguatemi, às 7h

Campo Grande, às 15h

 

Pernambuco

 

Recife: Praça Derby, às 14h

 

Rio Grande do Norte

 

Natal: Midway Mall, às 15h

 

Pará

 

Belém do Pará: Praça da República, às 10h

 

Marabá: Em Frente ao Prédio do INSS, às 8h

 

Piauí

 

Terezina: Praça Rio Branco, às 8h; às 10h Caminhada até o INSS; ás 11h, Caminhada pelo centro de Teresina; às 13h, Ato Público na praça da Liberdade

 

Mato Grosso do Sul

 

Dourados: Concentração em frente ao banco Bradesco, Rua Joaquim T. Alves, às 6h

Ato Político e cultural, no cruzamento da Av Marcelino Pires com Hayel Bon Faker, às 15h

 

Paraná

 

Curitiba: APUFPR-SSind – Associação dos Professores da UFPR, das 6h às 18h

Centro Cívico, às 8h

 

Londrina: Terminal Urbano de Londrina, às 10h

 

 

Rio Grande do Sul

 

Ijuí: Praça da República, às 9h

 

Pelotas: Asufpel Sindicato, a partir das 8h

 

Amazonas

 

Manaus: Praça da Polícia, às 11h

    Author: Brasil Cultura

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *