A democracia e a Constituição estão em risco, diz Debora Bloch

deborabloch

Aos 53 anos, Debora Bloch acaba de desempenhar um dos papéis mais importantes de sua carreira – segundo ela mesma -, a Elisa da série Justiça. Com a bagagem de quem viveu o início da vida adulta sob a ditadura militar, a atriz vê com pessimismo o atual momento do Brasil: “não me parece que este governo vá tratar nada de forma progressista”.

 

Não me parece que este governo vá tratar nada de forma progressista”, diz Debora Bloch Em entrevista à Revista TPM, na edição do mês de outubro, Debora Bloch falou sobre comportamento, vida pessoal, a carreira e o atual momento político do país, que ela não vê com bons olhos. “A pior coisa que pode existir é não haver liberdade de expressão, não haver discussão sobre as ideias, não poder votar, é a arbitrariedade”.

 

Para a atriz, o golpe contra a presidenta Dilma Rousseff deixou o país instável. “Eu vejo com muita desconfiança o que está acontecendo no Brasil porque acho que a gente está colocando em risco a democracia, colocando em risco a Constituição, me parece um momento perigoso. Muito perigoso”.

 

Aborto e feminismo

 

Para Debora, o aborto deve ser encarado como uma questão de saúde pública. “É hipócrita a gente fingir que o aborto não é feito porque ele não é legalizado, é feito e as mulheres morrem”, diz a atriz que abortou aos 20 anos e é mãe de dois filhos adultos.

 

“Acho que as mulheres têm direito de decidir sobre o próprio corpo. É uma hipocrisia o aborto não ser legalizado. Não quer dizer com isso que sejamos a favor do aborto. Ninguém quer fazer um aborto, quem faz um aborto é porque não tem outra opção. [Os procedimentos ] são feitos sem nenhuma segurança para as mulheres, é uma questão de saúde pública”, defende.

 

No vídeo sobre os bastidores da entrevista, publicado pelo canal oficial da Revista no Youtube, a atriz também diz aprovar o movimento feminista que vem crescendo no Brasil. “Acho bastante importante este movimento feminino que está acontecendo, especialmente entre as meninas jovens, acho que elas têm uma postura e um posicionamento, uma atitude política interessante e importante”.

 

Assista ao vídeo na íntegra:

    Author: Claudio Ribeiro

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *