TV Record X Globo

 

A TV Record está articulando uma associação das redes de TV para acabar com o monopólio da Globo nas transmissões de Copas do Mundo.

A idéia da Record é criar uma entidade de direito civil que represente todas as redes e que compre os direitos da Copa de 2010 (e das posteriores, se possível). Assim, todas as TVs interessadas exibiriam o evento.

A Record se inspira na OTI (Organização de Televisão Ibero-Americana), entidade sediada no México que negociou os direitos da Copa para o Brasil até o Mundial da França (1998).

Alexandre Raposo, presidente da Record, já teve conversas iniciais com o SBT e a Band. A Record não pretende excluir a Globo do “pool”. Mas, se a Globo insistir em ter a Copa com exclusividade, como nas edições de 2002 e 2006, a emissora de Edir Macedo estaria disposta a disputar os direitos.

A Record tem estudos que mostram que seria viável pagar US$ 80 milhões pela Copa de 2010, desde que seja exclusiva dela. Mas uma disputa com a Globo acabaria encarecendo os direitos, ao contrário de um “pool”, que poderá barateá-los.

A Fifa só deve abrir no final deste ano a concorrência para a América Latina para os direitos da Copa da África do Sul.

A Globo está desgastada com a Infront (a agência da Fifa que vende os direitos), porque foi à Justiça para baixar de US$ 240 milhões para US$ 80 milhões o valor do Mundial de 2006.

 

    Author: Redação

    Share This Post On