TV Cultura investe em animações

 

 

Mão-de-obra tem de sobra. Os estúdios de animação e os desenhistas brasileiros estão entre os melhores do mundo, mas trabalham para grandes corporações estrangeiras ou para o mercado publicitário.

Para aproveitar esse talento aqui dentro, a TV Cultura criou o Núcleo de Produção de Desenhos Animados do Canal Rá Tim Bum (29 TVA), dirigido pelo veterano Álvaro de Moya, um dos implantadores da TV no Brasil. Álvaro foi diretor de programação da TV Excelsior na década de 1960 e pioneiro no estudo dos comics no Brasil.

Álvaro tem participado de congressos internacionais de quadrinhos, como o Panff, no Canadá, para viabilizar parcerias para produção e distribuição do material produzido aqui – a idéia é vender essa programação para canais internacionais, a exemplo de gigantes como a BBC.

Na contramão das histórias violentas que fizeram dos mangás japoneses sucesso no mundo todo, os desenhos nacionais vão primar pelo tom educativo. Em outubro já estréia na TV Rá-Tim-Bum, canal pago da Fundação Padre Anchieta, a primeira animação co-produzida pela Cultura: Letrinhas, em que os personagens são letras e formam palavras, ajudando na alfabetização. “Letrinhas e outros projetos que selecionarmos são educativos, como é característica da TV Cultura”, fala Moya.

“COCORICÓ” VIRA LONGA
Outra boa nova é a recém-aprovada produção de um longa-metragem da série Cocoricó. A turma do Júlio tem se posicionado há meses entre os DVDs mais vendidos.

    Author: Redação

    Share This Post On