Pontos de Cultura Rurais

 

 

 

Os ministérios da Cultura (MinC) e do Desenvolvimento Agrário (MDA) pretendem lançar um edital conjunto, ainda no primeiro semestre deste ano, para fomento de mais 30 Pontos de Cultura nos Territórios Rurais. A medida tem como objetivo ampliar o acesso da população do campo à Cultura e vem ao encontro das reivindicações feitas ao ministério, por jovens representantes do setor, reunidos em Brasília esta semana (de 26 a 29 de março), durante o 1º Festival Nacional da Juventude Rural.

 

A informação foi divulgada pelo gerente da Secretaria da Identidade e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (SID/MinC), Américo Córdula, durante a audiência pública realizada nesta quinta-feira (dia 29), na Câmara dos Deputados, com a participação de representantes do Governo Federal e de parlamentares. Américo estava representando o secretário da SID, Sérgio Mamberti, que cumpria agenda de trabalho fora de Brasília.

 

Ainda dentro da estratégia de levar a arte ao campo e de fortalecer as expressões culturais da população, o representante da SID/MinC comunicou a decisão do ministério de destinar aos cineclubes dos Pontos de Cultura Rurais, por meio da Programadora Brasil – projeto de difusão do cinema brasileiro que promove a exibição de filmes em circuitos não-comerciais –, um catálogo com 126 filmes nacionais.

 

Os Pontos de Cultura possuem computadores, com acesso à Internet banda larga, estúdio de gravação de áudio e câmeras digitais, que possibilitam a produção de trabalhos audiovisuais. Atualmente, existem mais de 500 Pontos de Cultura em todo o país, 18 deles nas áreas de assentamentos rurais.

 

Durante a palestra que proferiu na audiência pública, o gerente da SID prestou um detalhado relato sobre as ações do MinC destinadas a atender a juventude brasileira. Entre elas, citou a Rede Cultural dos Estudantes, uma parceria com a União Nacional dos Estudantes (UNE); a Caravana Universitária de Cultura e Arte Paschoal Carlos Magno; a criação de 13 Centros Universitários de Cultura e Arte (Cucas), em parceria com Pontos de Cultura; e os Seminários de Cultura Popular, que desde a última edição (em 2006), contam com a participação de representantes de vários países latino-americanos.

05/04/07

    Author: Redação

    Share This Post On