Petrobras Cultural 2007

 

 

A Petrobras lançou o Programa Petrobras Cultural 2007 de patrocínio a diversos segmentos culturais. A verba anunciada é de R$ 80 milhões, dos quais R$ 60 milhões para seleção pública de projetos e R$ 20 milhões para os projetos convidados do Conselho Petrobras Cultural. No ano passado, a verba foi de R$ 62 milhões.

A gerente de patrocínio da empresa, Eliane Costa, anunciou a inclusão de uma categoria destinada à formação cultural. Serão R$ 9 milhões para apoiar projetos de professores, ações comunitárias na área cultural, incentivo pelo gosto pela leitura, teatro e cinema, entre outros. “A Petrobras é a maior patrocinadora da cultura no país. Tem de se preocupar com a formação de novos públicos, de jovens que se tornem platéia, leitores e participantes da cultura”, disse Costa.

Outra novidade é a seleção pública de festivais de cinema e de grupos de teatro e dança, em razão do crescimento do setor. Até o ano passado, eram contemplados só festivais e grupos convidados pelo Conselho Petrobras Cultural. “O número de festivais e de grupos de artes cênicas está crescendo. É preciso uma escolha mais democrática. Claro que vamos manter o patrocínio dos festivais consagrados, que apoiamos há anos, como os de cinema do Rio, São Paulo, Brasília e Gramado.”

Entre os projetos de continuidade, validados anualmente pela empresa, estão ainda a Orquestra Petrobras Sinfônica, o Grupo Corpo e o Parque Nacional da Serra da Capivara.

Uma das que buscam apoio é Paloma Rocha, filha do cineasta Glauber Rocha (1939-1981), que pleiteia R$ 800 mil na disputa da seleção pública na área de preservação e memória para recuperar o acervo do Tempo Glauber. Desde 2003, ela vem sendo contemplada na área dos projetos convidados para restauro de quatro filmes do pai, orçados em R$ 3 milhões.

“O Tempo Glauber tem mais de 100 mil documentos, na maioria inéditos, da produção intelectual do Glauber: roteiros, desenhos, 5.000 fotografias, toda a biblioteca dele, a correspondência internacional. Nos últimos 20 anos, atendemos o público com trabalhos originais, e muitos estão em estado delicado. É preciso organizá-los e recuperá-los”, disse.

O resultado da maior parte das seleções públicas será divulgado em 30 de junho, mas a seleção dos festivais de cinema acontece antes, em março. Para participar, acesse www.petrobras.com.br/cultura.

    Author: Redação

    Share This Post On