MEC distribuirá livros didáticos em braile

 

A partir de agosto, o Ministério da Educação vai distribuir livros didáticos em braile para todos os alunos matriculados na rede pública de ensino e em escolas especializadas, sem fins lucrativos, que atendem alunos especiais. Cerca de cinco mil alunos serão beneficiados até o fim do ano em aproximadamente 1.200 escolas. O MEC e a Fundação Dorina Nowill para Cegos estão investindo, por meio de convênio, R$ 2,6 milhões na produção de 70 mil livros em braile, com títulos em matemática, português, história, geografia e ciências. Até 2002, apenas 490 alunos com deficiência visual, da 1ª à 4ª séries, eram atendidos pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). A partir de 2003, o atendimento foi ampliado, com a inclusão de alunos da 5ª à 8ª séries. Além dos alunos, o MEC apóia também a formação de professores para a educação especial. Desde 2003, foram 47 mil docentes formados para atender alunos especiais. Desde 2003, o Ministério da Educação investiu R$ 3,5 milhões na modernização do parque gráfico do Instituto Benjamim Constant, responsável pela produção e impressão de livros didáticos, títulos e materiais em braile. Dados do censo escolar indicam que aproximadamente 27% dos alunos com necessidades especiais estão hoje nas escolas da rede regular e que 28% dos professores têm algum tipo de formação na área de educação especial.

 

    Author: Redação

    Share This Post On