IV FERA – 2007

 

 

O secretário da Educação, Mauricio Requião, abriu a quarta edição do Festival de Arte da Rede Estudantil (Fera) na terça-feira (25), em Ponta Grossa. O projeto reúne cerca de 3 mil alunos e professores da rede estadual de educação e segue até o próximo sábado (29), no Parque Ambiental da cidade.

Durante cinco dias alunos e professores participam de oficinas ligadas às mais diversas manifestações artísticas e se apresentam nos palcos do festival. “Nossos alunos têm muito talento, como também criatividade e imaginação. Essas qualidades se expressam no Fera, de maneira ampla, na criação artística. Aqui eles vêm para aprender e trocar experiências, cada um traz o que produziu ao longo do ano e compartilha com seus colegas. No Fera, os alunos criam e compartilham cultura”, explicou Mauricio.

Segundo Mauricio, o objetivo é fazer com que o projeto chegue cada vez mais às escolas públicas do Estado. “Nosso grande desafio a partir de agora é que cada raiz do projeto alcance cada uma das nossas escolas públicas, sejam elas estaduais ou municipais. Estamos trabalhando para que toda essa efervescência cultural ocorra no interior das escolas e não apenas durante o festival”, adiantou o secretário.

Incentivo – Para Cláudio Ribeiro, diretor de Lazer da Paraná Esporte, além de importante ferramenta pedagógica o festival traz grande incentivo à cultura no Estado. “Esse é um instrumento extremamente eficaz e capaz de subverter os valores que a indústria cultural acaba colocando e sufocando as manifestações regionais e locais, que impedem o ser humano de se manifestar através da sua arte e da sua sensibilidade criadora”, disse.

Segundo a coordenadora do Fera, Rose Lobo, o festival, que tem como tema as Raízes e Tendências Paranaenses, oferta nesta etapa mais de 60 atividades culturais e oficinas aos professores e alunos participantes. “Esperamos também a participação de toda a comunidade para assistir aos shows e apresentações nas tendas do Fera. Até sábado, a partir das 14h, haverá shows e apresentações culturais, de artistas profissionais e de alunos, abertas à comunidade”, convidou.

A solenidade de abertura contou ainda com o show da banda paulista Circo Mágico, que apresentou repertório de músicas próprias, regionais e contemporâneas, poesias e artes circenses.

 

 

 

 

    Author: Redação

    Share This Post On