Fórum de Cultura Participativa – Acre

 

 

 

O Fórum de Cultura Participativa teve início nesta segunda-feira (03), com dois temas pertinentes para quem atua na área: a formatação de projetos e a captação de recursos, considerados entraves comuns aos gestores do setor.

 

Realizado pelo Clube do Choro, o fórum encerra no dia 7, e pretende junto aos seus convidados tirar dúvidas dos participantes e, principalmente, mostrar alternativas.

 

Na abertura o prefeito Raimundo Angelin, que também é integrante do Clube, elogiou a iniciativa. O presidente da Fundação de Cultura do Estado Elias Mansour, Daniel Zen, ressaltou a escolha nas temáticas do fórum, que segundo ele, atende as necessidades dos artistas e gestores culturais.

 

O jornalista e compositor Cláudio Ribeiro que responde pela Diretoria de Lazer do governo do Paraná, disse que a Cultura está presente em todas as ações da sociedade. A resignação ou inconformismo com que o cidadão encara sua realidade é, sobretudo, uma conduta cultural. O próprio fato de o indivíduo se perceber enquanto cidadão é fruto de condicionantes culturais e históricas. Uma ação de governo que se pretenda progressista, ou transformadora, tem a Cultura como prioridade, afirmou.

 

 

 

O produtor cultural, consultor, jornalista e poeta Marcelo Miguel, é o palestrante responsável pelo tema. Ele diz que o grande desafio da cultura é ser levado a sério e, para isso, a atitude tem de iniciar com os artistas. “Alguém perguntar sua profissão e dizer que és músico, ator, é como se não fosse profissão. É necessário entender o que é cultura, o que ela proporciona a sociedade e profissionalizar”, comenta.

 

Presidido pela vereadora Maria Antonia, o Clube do Choro realiza o evento com a proposta de auxiliar na qualificação e capacitação de gestores culturais, estimular o desenvolvimento do trabalho em conjunto, segundo a presidente. E também estimular a formação de entidades e associações representativas, construir uma rede de colaboradores que possam interagir entre si. O fórum é também realizado em parceria com o vereador Márcio Batista.

 

Daniel Zen ressalta que este ano o Governo Federal anunciou o investimento de R$ 5 bilhões de reais na cultura brasileira no período de 2008 a 2010. Segundo ele, jamais a cultura esteve tão no centro das atenções como agora.

 

Aprendizado – O presidente da FEM acredita que a temática do fórum está bem focada quando se volta para a qualificação técnica, elaboração de projetos e gestão. Maria reforça que a escolha foi feita para atender a necessidade que diz ser perceptível. “Principalmente na região Norte existe uma necessidade de maior informação e aprendizado quanto a elaboração de projetos e como captar recursos. Quanto mais preparados tivermos, mas chances teremos”, comenta a vereadora.

 

Programação – A programação continua  com atividades pela manhã e noite, no auditório do Sebrae – Centro. Na quarta-feira (04), a oficina de formatação de projetos e captação de recursos, é realizada pelo instrutor Marcelo Miguel, às 9h.Começa às 19h e, a palestra “As Leis de incentivo a Cultura e Outros Instrumentos de Apoio a Produção Cultural”, com Cláudio Ribeiro. Às 21h é a vez de Antonio Alves, Daniel Zen e Marcus Vinicius, falarem do tema “A produção cultural no Estado do Acre – Panaroma Geral e Perspectivas”.

 

 

Durante as atividades que acontecem a noite intervenções e intervalos culturais são realizados com artistas acreanos, entre eles Ivan de Castela e Eloy de Castro. O fórum encerra com o show no dia 7, às 19h, com o violonista Ulisses Rocha. 

 

 

Confira programação:

 

 

Quarta-feira – 05 de dezembro 

 

9h às 12h

Oficina de Gestão Cultural – A formatação de Projetos e a Captação de Recursos.

Instrutor: Marcelo Miguel

 

19 às 20h30

Tema: “A Construção de Políticas Públicas para a Cultura”

Palestrante: Cláudio Ribeiro Intervalo Cultural  

 

21h Às 22h30

Tema: “Marketing Cultural, Projetos Culturais e a Geração de Empregos e Renda”.

Palestrante: Marcelo Miguel 

 

Quinta-feira – 06 de dezembro 

 

9h às 12h

Oficina de Gestão Cultural – A formatação de Projetos e a Captação de Recursos.

Instrutor: Marcelo Miguel 

 

19 às 20h30

Tema: “A importância da Economia da Cultura – Cultura pode ser um bom negócio”.

Palestrante: Marcelo Miguel Intervalo Cultural  

 

 

21h Às 22h30

Mesa redonda: “A produção musical no Brasil – A produção independente e a participação das gravadoras no mercado nacional”.

Palestrante: Marcelo Miguel 

 

Sexta-feira – 07 de dezembro

18h encerramento

19h Show com o violonista Ulisses Rocha 

 

Andréa Zílio

Agência de Notícias do Acre  

    Author: Redação

    Share This Post On