Cinema brasileiro tentará acordos com Espanha e Portugal.

 

Os produtores e distribuidores de cinema brasileiros se reuniram em Lisboa com colegas espanhóis e portugueses, para encontrar formas de cooperação e acordos entre os profissionais dos três países.

 

O diretor do Instituto de Cinematografia e Artes Audiovisuais da Espanha (ICAA), Fernando Lara, afirmou, em entrevista coletiva, que o encontro abordará assuntos de interesse dos três países e tratará de projetos concretos.

 

Segundo o produtor espanhol Andrés Vicente Gómez, esse tipo de iniciativa não resolve o problema das produções, mas serve para pressionar as autoridades. “O Estado tem que fazer mais, as ajudas têm de vir do Orçamento Geral do Estado”, disse o produtor.

 

Gómez pediu que os fundos públicos destinados ao Fundo de Apoio as Coproduções Euroimages, do Conselho Europeu, sejam direcionados para um organismo mais “eficaz”, como a Ibermedia, criada na Cúpula Ibero-Americana realizada na Venezuela em 1997.

 

O Fundo Ibermedia foi ratificado por 13 países que participam da Conferência de Autoridades Cinematográficas de Iberoamérica e que financiam o programa: Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Cuba, Chile, Espanha, México, Peru, Portugal, Porto Rico, Uruguai e Venezuela.

 

O encontro de hoje contará com representantes da Agência Nacional de Cinema (Ancine), da Federação de Associações de Produtores Audiovisuais da Espanha (Fapae) e da Entidade espanhola de Gestão dos Direitos dos Produtores Audiovisuais (Egeda).

    Author: Redação

    Share This Post On