Chappa Quente

 

 

 

 

A internet revirou e bagunçou a música. Para tentar entender o que está acontecendo e o que está por vir, começa hoje a série de debates “Chappa Quente”, realizada em quatro universidades do Rio, com entrada franca.

 

As discussões ocorrem sempre às 9h e às 14h, nesta e nas próximas três quartas-feiras. Hoje, os temas são “A Cadeia Produtiva da Música no Rio” e “Pós-jornalismo: Blogs e Internet 2.0”. Novas plataformas on-line, rádios e podcasts, novas formas de marketing e direito autoral na nova música serão debatidos nos outros dias.

 

O foco em assuntos específicos ajuda a diferenciar o “Chappa Quente” de outros eventos do tipo.

 

“Música é uma indústria, um negócio. Queremos tratá-la como geradora de riqueza, e não apenas pelo lado lúdico, artístico. Por que Ipanema não pode ser valorizada como uma Nova Orleans da bossa nova?”, questiona Bruno Maia, um dos curadores do “Chappa Quente”.

 

Entre os debatedores, estarão pessoas ligadas a Sebrae, Creative Commons, BNDES, jornalistas e gente relacionada à indústria -de independentes a grandes gravadoras.

 

“É um evento feito para todos. Hoje é complicado afirmar quem é grande na música. Por um lado, há as vendagens mega de alguns artistas, mas os independentes movimentam mais empregos do que as majors. Os dois lados são importantes para a indústria”, pondera Maia.

 

Os debates de hoje ocorrem na PUC-RJ. Nas outras quartas, na UFRJ, ESPM e UERJ. Infos: www.chappa.com.br.

15/03/2007

    Author: Redação

    Share This Post On