CAMARA SETORIAL DO LIVRO E LEITURA

 

 CAMARA SETORIAL DO LIVRO E LEITURA VIDEOCONFERÊNCIA DE 22 DE FEVEREIRO DE 2005 – PROPOSTAS DOS INTEGRANTES DA SALA DE CURITIBA

CAMARA SETORIAL DO LIVRO E LEITURA

VIDEOCONFERÊNCIA DE 22 DE FEVEREIRO DE 2005

 

PROPOSTAS DOS INTEGRANTES DA SALA DE CURITIBA

 

Os escritores, editores, representantes de entidades e dos organismos públicos do Paraná e Santa Catarina, que estiveram presentes na sala do SERPRO em Curitiba, no último dia 22 de fevereiro, por ocasião da realização da Videoconferência promovida pelo Ministério da Cultura, com o intuito de discutir a criação e funcionamento da Câmara Setorial do Livro e Leitura (CSLL), em comum acordo, manifestaram o seguinte posicionamento:

 

 

  1. A iniciativa de se criar um organismo consultivo, democrático e plural, contando com a participação de diversos setores e segmentos da sociedade, é uma iniciativa louvável por parte do governo federal, no entanto, a dinâmica e o processo estabelecidos para a condução desse debate ainda pode favorecer determinados setores e regiões, não só pelo mecanismo implantado, mas também pelo curto espaço de tempo inicialmente previsto, causando distorções e criando dificuldades para a consolidação de uma estrutura realmente democrática e plural.

 

DESTA FORMA, os integrantes desta sala entendem ser de fundamental importância uma PRORROGAÇÃO NOS PRAZOS INICIALMENTE ESTABELECIDOS PARA A CONDUÇÃO DESTE PROCESSO, para que o debate e a reflexão a respeito de todas as propostas, assim como a organização nos estados e regiões, possa acontecer de forma ampla e transparente.

 

 

  1. A participação de representantes de entidades e organismos do setor produtivo (mercado editorial) é importante e imperiosa, todavia, é fundamental uma maior integração e ampliação de representantes de outros setores e segmentos correlacionados.

 

DESTA FORMA, defendemos a inclusão de representantes de entidades e organismos ligados ao ensino e pesquisa, do ensino fundamental, das administrações estaduais e municipais, bem como, representantes da UNE e do Sindicato dos Jornalistas, para que o processo de discussão da futura Câmara Setorial tenha o seu conteúdo ampliado e qualificado na experiência, na ótica e na aplicação de propostas que estabeleçam diretrizes para a consolidação de políticas públicas para o setor do livro e leitura, destacando que o processo de estimulo e formação de leitores deve sempre receber uma especial atenção e prioridade.

 

 

  1. A centralização da estrutura administrativa e das ações dos principais órgãos e entidades ligados ao setor do livro e leitura na região comumente identificada como eixo Rio – São Paulo, da mesma maneira que a concentração de representantes oriundos destes dois grandes centros, pode causar uma visão parcial e limitada da realidade brasileira no momento de se formular ou propor ações de abrangência e interesse nacional.

 

DESTA FORMA, defendemos que na composição da futura CSLL, seja estabelecida como critério de formação a indicação de DELEGADOS ESTADUAIS, de forma a contemplar todos os estados da federação, independente da participação de outros delegados e representantes do Governo Federal e das entidades do setor.

 

 

Finalizando, houve o consenso por parte de todos os participantes desta sala, da necessidade e urgência de se realizar um seminário ou fórum regional para se ampliar e aprofundar este processo de discussão.

 

Outras posições e pensamentos foram apresentados e explanados, todavia, pela total ausência de tempo e de uma maior organização no Estado, estes pontos não foram considerados consenso e não estão inclusos no presente documento.

 

CURITIBA, 23 DE FEVEREIRO DE 2005

 

Barbara Lia Soares – EscritoraCesar Paes Leme –Maior Valor Direito AutoralEliane I. Berger – Fórum de Entidades Culturais do ParanáGloria KirinusAssociação Nacional de Escritores e Ilustradores de Literatura
Infanto Juvenil – AEILIJLuciano Lacerda – Jornal Cultural QuixoteMarcelo Miguel – Fórum Permanente de Cultura do PR e União Brasileira dos Escritores/PRMargarida G. Rauen – Fundação Cultural de CuritibaMaria Helena Furlanetto – Associação Cultural Paranaense de Autores IndependenteMauro Tietz – Fundação Cultural de CuritibaPaulo Venturelli – UFPRPatricia Constâncio Werner – Fundação Cultural de Blumenau / Fundação Universidade Regional de BlumenauRicardo Corona – Revista Oroboro MAIORES INFORMAÇÕESMARCELO MIGUEL (41) 232-9172 OU 9932-2297

    Author: Redação

    Share This Post On