Brasil Amanhece mais Triste

 

 

Morreu no início da manhã desta quarta-feira, aos 90 anos, George Savalla Gomes, o Palhaço Carequinha.

Ele se sentiu mal em casa, no município de São Gonçalo, com falta de ar e dores no peito. Carequinha foi medicado em casa e foi levado ao Hospital das Clínicas, que fica próximo a sua residência, para a realização de exames. No entanto, não resistiu e morreu.

Carequinha havia passado por várias internações hospitalares nos últimos tempos. Em janeiro, foi submetido a uma cirurgia para corrigir um estreitamento na uretra. A operação ocorreu na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora (MG), onde ele ficou internado por cerca de uma semana. Um dos sobrinhos do artista, Carlos Alberto Bejani, 55, é prefeito da cidade mineira.

Antes disso, em novembro de 2005, o artista chegou a ficar internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em um hospital no Rio por um mês, para tratar um quadro de desidratação, pneumonia e anemia. Durante a internação no Rio, foi detectada uma insuficiência renal crônica, também controlada.

Naquela ocasião, Carequinha chegou a ser submetido a transfusões de sangue e precisou de ajuda de aparelhos para respirar.

Circo

Nascido em Rio Bonito (interior do Rio de Janeiro) em 1915, no circo em que a família trabalhava, George começou a carreira artística aos cinco anos –foi levado ao picadeiro pela primeira vez pelo segundo marido da sua mãe, já que perdeu o pai quando tinha dois anos.

Em toda a sua carreira, ele atuou em uma série de circos nacionais e internacionais. Em 1938, Carequinha estreou como cantor na Rádio Mayrink Veiga, no Rio de Janeiro. No início dos anos 50 passou a trabalhar na TV Tupi, se transformando no primeiro palhaço da televisão brasileira.

Em julho de 2005, a gravadora EMI Music lançou o CD “Carequinha –90 Anos de Espetáculo” para comemorar os 90 anos do artista e seus 85 anos de carreira. Em quase um século, ele gravou 26 discos, estando entre seus principais sucessos a canção ‘O Bom Menino’ (o bom menino não faz pipi na cama/o bom menino não faz malcriação).

Carequinha deixou cinco filhos, netos e bisnetos.

    Author: Redação

    Share This Post On