Anatel deve massificar internet rápida no país

 


 

Estímulo ao surgimento de vários prestadores de serviço pode auxiliar na meta

A massificação do serviço de internet rápida (banda larga) no país está entre os objetivos do Plano Geral de Atualização da Regulamentação das Telecomunicações (PGR), colocado hoje em consulta pública pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), com metas a serem buscados nos próximos anos. A massificação da banda larga, segundo o PGR, ocorrerá pelo estímulo ao surgimento de vários prestadores de serviço e pelo uso mais intensivo da infra-estrutura existente.

O PGR prevê o estímulo à criação de planos específicos de serviços de banda larga, com oferta de múltiplos serviços a toda a população, em especial a de baixa renda. Outro princípio fixado pela Anatel no plano é a criação de um ambiente favorável ao surgimento de novos prestadores de serviço, de pequeno e médio portes, para atuar em nichos de mercado. A Anatel se dispõe ainda, segundo o PGR, a aprofundar a relação entre os usuários e os prestadores de serviço, pela conscientização do poder de escolha por parte do consumidor.

Consta também do PGR o fortalecimento da própria agência, por meio do controle, acompanhamento e promoção do ambiente competitivo. Para a Anatel, a competição no setor traz mais independência à instituição em relação às empresas que regula.

    Author: Redação

    Share This Post On