Programação de Agosto

casa-de-rui-barbosaCasa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro, promove vários eventos durante este mês de agosto

Como acontece mensalmente, a Fundação Casa de Rui Barbosa (Rua São Clemente, nº 134 – Rio de Janeiro), instituição vinculada ao Ministério da Cultura, promove vários eventos culturais para um público diversificado. Abrindo a programação de agosto.

Será realizado no dia 2, mais uma edição de Um domingo na Casa de Rui Barbosa.

Desta vez, o tema será Folclore e haverá apresentação de três contos brasileiros pela contadora de histórias Ilana Pogrebinschi. Serão: o Boi Bumbá, do folclore; Lúcia-Já-Vou-Indo, de Maria Heloisa Penteado e A Tartaruga e a Borboleta, de Liliane e Michele Lacocca. Logo após, as crianças confeccionarão um boi bumbá com materiais recicláveis. Já os adultos, poderão participar da visita guiada e dramatizada baseada no livro Assombração na Casa de Rui Barbosa.

Na série quinzenal Memória & Informação, o doutor em História Social pela USP, arquivista formado pelo IEB e professor de arquivologia da UnB, André Porto Ancona Lopez, participa da reflexão: Imagens e documentos fotográficos em arquivos. A abordagem é sobre a disponibilização arquivística de imagens, e a idéia é analisar como, a despeito da contínua criação, inovação e disponibilização de “ferramentas” para o gerenciamento de conteúdo, a gestão das informações ligadas à produção arquivística, deveria acontecer nas instituições. No dia 5 de agosto, às 14h30, na Sala de Cursos.

Pela mesma série, no dia 19 de agosto, às 14h30, haverá a palestra O olhar decorativo: ambientes domésticos em fins do século XIX no Rio de Janeiro, com Marize Malta, doutora em História Social Universidade Federal Fluminense. A discussão partirá do conceito de cultura visual, onde se procura enfrentar a problemática do decorativo quanto à sua definição, historicidade, natureza, valorização e representação.

Cultura, Trabalho e Vida na Crise do Capitalismo Global é uma apresentação em oito colóquios no âmbito do projeto “O lugar da cultura na idéia de desenvolvimento sustentável”, desenvolvido no Setor de Estudos de Política Cultural da Fundação Casa de Rui Barbosa. A abordagem transdisciplinar trará ao campo da cultura a contribuição de diferentes áreas do conhecimento, entre elas a economia, antropologia, estética, psicologia, urbanismo, filosofia, direito e política. Os colóquios contam com a parceria da rede Universidade Nômade que reúne pesquisadores de várias instituições no Brasil e no exterior, e com a parceria do Coletivo da Micropolítica do Trabalho e Cuidado em Saúde. A conversa acontece no dia 6 de agosto, às 14h, na Sala de Cursos.

Seguindo com a programação, o curso A Casa Senhorial em Portugal dos séculos XV ao XIX: arquitetura civil e programas arquitetônicos, ministrado pelo historiador Helder Carita, arquiteto e professor, terá seis palestras dedicadas à análise arquitetônica das casas do período medieval. Será dado uma panorâmica da evolução tipológica e estilística da casa nobre em termos de modelos formais, figurativos e semânticos. O evento acontece no dias 10, 12, 14, 17, 19 e 21 de agosto das 18 às 21h, na Sala de Cursos. O investimento custa R$ 100,00, para profissionais e R$ 50,00 para estudantes e servidores do Ministério da Cultura. Será concedido certificado para o participante com 75% de presença.

Na série A Escola Apresenta, parceria entre a FCRB e a Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, haverá o encontro sonoro entre os intrumentos harpa e piano.  O trabalho, realizado pelo Duo Hyeronimus, formado pelos músicos Wanda Eichbauer, Márcio Valongo e Nadge Breide, iniciou-se no Festival de Música de Paraty em 2008 e é direcionado à pesquisa e divulgação da música de concerto para esta formação camerística. Assim, o grupo tem a proposta de divulgar o repertório existente, bem como de estimular a criação de obras escritas para esse raro diálogo de sonoridades.  No dia 10 de agosto, às 18h30.

Imagem e escrita: retorno aos ideogramas é uma série de três conferências que abordarão algumas criações literárias e artísticas que têm a ver com as relações entre imagem e escrita. As palestras serão ministras por Anne-Marie Christin, professora da Universidade de Paris e autora de vários livros sobre o tema. Os encontros serão do dia 11 a 13 de agosto, sempre às 10h, na Sala de Cursos.

Os encontros mensais do Pensar a Imprensa apresenta, no dia 20 de agosto, às 14h30, na Sala de Cursos, a reflexão Todo cidadão é um repórter. Será abordado um cenário dos estudos sobre as novas tecnologias e seu impacto nos meios tradicionais de comunicação. Viktor Chagas, escritor e jornalista, doutorando do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (CPDOC / FGV), comentará os resultados de uma série de pesquisas, nacionais e internacionais, onde será listado aspectos relevantes sobre questões acerca do papel Internet colaborativa e do modelo de jornalismo cidadão nas sociedades contemporâneas.

O ciclo de palestras mensais sobre a educação Museu de Ideias: A Educação em Debate, debaterá com o público a Atuação além dos muros institucionais: cidades educativas, com a professora adjunta da Faculdade de Educação da UERJ e do Programa de Pós-Graduação, Lia Faria. Em geral os setores ou núcleos educativos trabalham a educação tendo como viés os acervos da instituição. Poucas vezes ampliamos este conceito para além dos nossos muros negligenciando o patrimônio que está presente nos arredores. Um conceito que vem sendo retomado por alguns autores denominado cidades educativas pretende ampliar esta noção e apresentar novos desafios e perspectivas para o campo da educação em museus. No dia 25 de agosto, das 14h às 16h.

Para finalizar a programação do mês de agosto, no dia 27, às 14h, acontecerá a série de colóquios Resistência e criação: mídia, cultura e lutas no capitalismo cognitivo. O projeto é realizado com parceria da FCRB, da Escola de Comunicação da UFRJ e com a Universidade Nômade. O objetivo é discutir as interfaces entre cultura e mídia no capitalismo cognitivo, com ênfase nos conflitos presentes nos dias atuais e nas possibilidades abertas pelas lutas multitudinárias na construção do comum. Serão tratados temas tais como bioeconomia, trabalho imaterial, direitos autorais e novas políticas culturais. O encontro será na Sala de Cursos.

Mais informações no www.casaruibarbosa.gov.br ou pelo telefone (21) 3289-4683

    Author: Redação

    Share This Post On