Museus como agentes de mudança social

 

 

 

 

 

  

  

 

 

          “Museus como agentes de mudança social e desenvolvimento”, eis o tema gerador adotado no Brasil, de sul a norte e de oeste a leste, para as comemorações da 6ª Semana Nacional de Museus, celebrada no período de 12 a 18 de maio de 2008. Trata-se de um tema muito prezado pelo Departamento de Museus e Centros Culturais (DEMU) do Iphan, pois foi no âmbito desse Departamento que o mesmo foi gerado, para logo em seguida ser adotado por todos os países da Ibero-América como lema orientador das comemorações de 2008, consignado por esses mesmos países como o Ano Ibero-americano de Museus.

 

          Por compreender a centralidade e importância desse tema para o campo museal do mundo contemporâneo foi que o Departamento de Museus e Centros Culturais, em parceria com o Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Museus (Icom-Br), apresentou-o à Assembléia Geral do Icom, realizada em Viena, em agosto de 2007. Aprovado por maioria absoluta, o tema foi adotado e será utilizado, em 2008, pelos museus de todos os países durante as comemorações do dia 18 de maio, Dia Internacional dos Museus.

 

          Durante longo tempo os museus serviram apenas para preservar registros de memória e visões de mundo das classes mais abastadas; de igual modo funcionaram como dispositivos ideológicos do Estado e também para disciplinar e controlar o passado, o presente e o futuro das sociedades em movimento. Na atualidade, ao lado dessas práticas clássicas, um fenômeno novo já pode ser observado. O museu está passando por um processo de democratização, de ressignificação e de apropriação cultural. Já não se trata apenas de democratizar o acesso aos museus instituídos, mas sim de democratizar o próprio museu compreendido como tecnologia e ferramenta de trabalho adequada para uma relação nova, criativa e participativa com o passado, o presente e o futuro.

 

          Os museus estão em movimento, estão em mudança e em desenvolvimento e são eles mesmos agentes de movimento, de desenvolvimento e mudança social. A 6ª. Semana Nacional de Museus é um sinal claro dessas mudanças e ressignificações e em sua agenda estão reunidos mais de 450 instituições e mais de 1.470 eventos distribuídos por todo o território nacional.

 

          Participe. Entre em sintonia com o nosso tema gerador, descubra o mundo de possibilidades que os museus oferecem, colabore com a divulgação da programação.

 

 

 

 

 

 

 

Clique aqui para ver a programação de sua cidade
na Agenda Comemorativa da 6ª Semana de Museus
apresentada no Revista Museu!

    Author: Redação

    Share This Post On