Arquiteta especialista em cultura é nomeada nova presidenta do Iphan

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, nomeou a arquiteta Jurema de Sousa Machado para a presidência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Ela substitui Luiz Fernando de Almeida. O instituto foi criado em 1937 e tem o objetivo de proteger os monumentos históricos. A Constituição estabelece que cabe ao Poder Público, com o apoio da comunidade, a proteção, preservação e gestão do patrimônio histórico e artístico do País.

A arquiteta Jurema de Sousa Machado desempenhava o papel de representante brasileira do setor de cultura na Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A nomeação foi pulicada na edição desta quarta-feira do Diário Oficial da União.

O trabalho de preservação do Ipahn reúne criações científicas, artísticas e tecnológicas de obras, objetos, documentos, edifícios e espaços destinados às manifestações artístico-culturais, além dos conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.

O Iphan deve iniciar uma nova etapa de atividades que consiste na proteção dos acidentes geográficos notáveis e paisagens. Há mais de 60 anos, o instituto faz um trabalho de identificação, documentação, proteção e promoção do patrimônio cultural brasileiro.

 

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *