Paranaense Dalton Trevisan vence o prêmio Portugal Telecom 2012

O curitibano Dalton Trevisan, vencedor da categoria Conto com a obra O anão e a ninfeta, tem mais de 40 livros publicados, em 50 anos de carreira. Já conquistou o Prêmio Portugal Telecom em 2003, com o livro Pico na veia, e em 2007, com a obra Macho não ganha flor. Em 2012 o escritor foi eleito por unanimidade o vencedor do Prêmio Camões, principal reconhecimento da literatura em língua portuguesa, criada em 1988 por Brasil e Portugal. O escritor ainda venceu quatro vezes o Prêmio Jabuti, entre 1960 e 2011.

O português Valter Hugo Mãe foi o grande vencedor do 10º Prêmio Portugal Telecom de Literatura em Língua Portuguesa. O escritor e poeta foi agraciado com o Grande Prêmio, escolhido entre os vencedores das três categorias da edição 2012.

Valter Hugo Mãe ganhou o prêmio como melhor Romance, enquanto Dalton Trevisan venceu a categoria Conto e Nuno Ramos, a Poesia. O anúncio foi feito na noite de 26 de novembro, no Auditório do Ibirapuera em São Paulo, num evento que contou com a presença dos autores e de outras personalidades da cultura brasileira.

Nascido em Angola, numa uma cidade chamada Henrique de Carvalho, Valter Hugo Mãe foi premiado pelo seu último livro, A máquina de fazer espanhóis, segundo título de ficção mais vendido em 2010 em Portugal. Trata-se do quarto volume de uma tetralogia formada pelos romances: O nosso reino (2004), O remorso de baltazar serapião (2006, vencedor do Prêmio Saramago) e O apocalipse dos trabalhadores (2008).

Um dos mais importantes nomes da arte contemporânea brasileira, Nuno Ramos é autor de livros de contos, ficção, poesia e ensaios biográficos, e foi premiado pela obra Junco. Formado em filosofia, o artista multimídia foi o vencedor do prémio Portugal Telecom em 2009, com a obra O.

10ª edição do Prêmio Portugal Telecom

Atendendo às solicitações de curadores de várias edições, pela primeira vez os 60 primeiros classificados e os 12 finalistas foram votados separadamente, em três categorias: poesia, romance e conto/crónica. O vencedor de cada categoria receberá um prêmio no valor de R$ 50 mil. Valter Hugo Mãe, escolhido dentre os três vencedores como o vencedor do Grande Prêmio Portugal Telecom, receberá R$ 50 mil adicionais.

Os livros finalistas da categoria poesia foram: Escarpas, do poeta português Gastão Cruz, que se estreou na literatura em 1961 e, desde então, reúne extensa produção literária; Vesúvio, de Zulmira Ribeiro Tavares, um dos grandes nomes do panorama da poesia brasileira do século XX; e Da arte das armadilhas, segundo livro de poesia da jovem poeta mineira Ana Martins Marques.

Na categoria romance, os concorrentes eram o estreante Bernardo Kucinski, com seu primeiro romance K., Michel Laub, com Diário da queda e Julián Fuks, com Procura do romance.

Para completar, a lista de finalistas incluiu contistas com boa receptividade da crítica, como Sérgio Sant’Anna (ganhador do premio 2004), com O livro de Praga; João Anzanello Carrascoza, com Amores mínimos; e Evando Nascimento, com Cantos do mundo.

Os 12 finalistas foram selecionados entre 60 livros concorrentes, dos quais 54 são de autores brasileiros, cinco portugueses e uma de São Tomé e Príncipe.

A edição de 2012 contou com uma curadoria formada pela curadora-coordenadora Selma Caetano, pelos especialistas José Castello (literatura brasileira) e Madalena Vaz Pinto (literatura portuguesa), além da perita em literatura africana Tânia Celestino de Macedo. A curadoria responde pelos resultados de todas as etapas do Prémio e participa da composição de todos os júris.

Nestes 10 anos de existência, 32 obras de 12 editoras receberam o Prêmio Portugal Telecom, sendo 18 romances, 8 livros de contos e 6 livros de poesia. Os vencedores foram:

VENCEDORES 2012

Categoria Poesia: Junco, Nuno Ramos

Categoria Romance: A máquina de fazer espanhóis, Valter Hugo Mãe

Categoria Conto/crônica: O anão e a ninfeta, Dalton Trevisan

Prêmio Portugal Telecom 2012: A máquina de fazer espanhóis, Valter Hugo Mãe

 

 

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *