LIVRO SOBRE DALTON TREVISAN É LANÇADO NA CAIXA CULTURAL CURITIBA

dalton trevisanO Teatro da CAIXA Cultural Curitiba apresenta nesta quarta (30) o lançamento do livro “Dalton Trevisan (en)contra o Paranismo”, do jornalista e mestre em Teoria Literária, Luiz Cláudio Soares de Oliveira. Primeiro livro solo do jornalista, a obra visa a mostrar como a revista “Joaquim”, editada por Dalton Trevisan de 1946 a 1948, foi relevante para a evolução da arte no Paraná e para pôr fim ao ostracismo vivido pelos artistas paranaenses.

 

Um jovem na casa dos 20 anos lança uma revista a fim de questionar e confrontar o domínio de artistas que se revezavam no poder cultural no Paraná. O jovem de então viria a se tornar um dos mais respeitados escritores brasileiros: Dalton Trevisan. A revista questionou alguns nomes sagrados das letras e das tintas regionais, levantou polêmicas e abriu caminhos a novos artistas e integrou a produção paranaense ao resto do Brasil.

 

Pelas páginas passaram Carlos Drummond de Andrade, Vinicius de Moraes, Mario de Andrade, Portinari,  Di Cavalcanti, Otto Maria Carpeaux e Sérgio Milliet, entre outros.  Desapareceu na 21ª edição, sem motivos esclarecidos. É considerada um marco histórico desta época, pois ao mesmo tempo enfrentou pensamentos locais dominantes e aproximou-se de um pensamento moderno que surgia no Pós – Segunda Guerra Mundial.

 

Dalton Trevisan (en)contra o Paranismo” mostra como a revista importou e exportou conhecimento, arte e cultura. Foi motivo de debates nacionais em função de sua forma e conteúdo criativos e das polêmicas que despertaram consciências. A desvinculação da cultura paranista dominante se deve também a atuação de abre alas (ou porta-bandeiras, quem sabe) para que jovens artistas e críticos pudessem mostrar suas obras. Entre eles, os críticos Wilson Martins e Temístocles Linhares, o artista plástico Poty Lazzarotto, o poeta José Paulo Paes, que morava em Curitiba na época e, principalmente, Dalton Trevisan.

 

A intenção de Oliveira é o estudo do jornalismo cultural do Paraná e mostrar como um veículo de comunicação conseguiu influenciar e mudar a vida cultural de uma cidade no curto período de dois anos de existência. Apresenta e analisa as armas utilizadas pelos editores e colaboradores da “Joaquim” para vencer as forças antagônicas locais, receber o apoio nacional e, com isso, ficar caracterizada como uma ponta histórica da vida cultural paranaense.

 

Haverá um debate sobre o jornalismo cultural no Paraná com o jornalista e professor José Carlos Fernandes e o jornalista e escritor Otávio Duarte.

 

Sobre o autor

 

Luiz Cláudio Soares de Oliveira, natural de Curitiba, é jornalista, mestre em Teoria Literária e master em Jornalismo Digital. Editor da Gazeta do Povo online, já atuou como repórter e chefe de reportagem, além de ministrar palestras sobre diversos assuntos relacionados ao jornalismo e mídias digitais.

 

O jornalista participou dos livros “Primeiro Ato – Contos e Poesias de Universitários de Curitiba” (1979) e “Segundo Ato – Contos e Poemas de Universitários de Curitiba” (1980). Mantém os blogs “Sobretudo” (assuntos gerais), “Punkpoemas” (literário) e “Poesia de Pai para Filho” (recados poéticos de pai para filho). “Dalton Trevisan (en)contra o Paranismo” é seu primeiro livro solo.

 

Serviço:

Lançamento do Livro “Dalton Trevisan (en)contra o Paranismo”

Local: Teatro da CAIXA

Endereço: Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro – Curitiba (PR)

Data: de 30 de setembro de 2009

Horários: quarta, 19h30

Ingressos: Entrada Franca. Os convites devem ser retirados na bilheteria do Teatro, no dia do evento, a partir das 12h.

Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sexta, das 12 às 19h, sábado e domingo, das 16 às 19h)

Classificação etária: Livre para todos os públicos

Lotação máxima do teatro: 125 lugares (02 para cadeirantes)

 Saiba mais aqui…

Dalton Trevisan

    Author: Redação

    Share This Post On