História do Coritiba Foot Ball Club

 coritiba11102008_44

Nome:
Fundação:
Endereço:

Estádio:

Site Oficial:

 

 

 

 

 

 

 

 

Coritiba Football Club
12 de outubro de 1909
Rua Ubaldino do Amaral, 37 – Alto da Glória
Curitiba/PR  –  CEP: 80060-190
Estádio Major Antônio Couto Pereira
Capacidade: 37.182
www.coritiba.com.br

 coritiba11102008_22

História

Tudo começou pelo entusiasmo de um grupo de amigos curitibanos que gostava de praticar esportes. Frederico Essenfelder, o Fritz, foi o grande responsável quando apareceu com uma bola de futebol, novidade no inicio do seculo.

Uma equipe foi formada para disputar um amistoso em Ponta Grossa. A equipe adversaria era formada por jovens que frequentavam o Tiro de Guerra 21 e ingleses que trabalhavam na Companhia Engeneering. No dia 23 de outubro de 1909 foi realizada a partida. Vitória do Clube de Foot-ball Tiro Pontagrossense por 1 a 0, gol de Charles Wright o responsavel pela introdução do futebol no estado.

 

Na volta da viagem, João Viana Seiler, lançou a idéia de se fundar um novo clube. Reuniões foram realizadas no Teatro Hauer e, no dia 30 de janeiro de 1910, era fundado o Corytibano Foot Ball Club. Mas por idéia de João Viana Seiler, a data oficial passaria a ser o dia 12 de outubro de 1909, por ter sido naquele dia oficializado o convite para a partida de futebol em Ponta Grossa.

 

O Coritiba Football-Club foi fundado em 12 de outubro de 1909, por maioria de descendentes de alemães e batizado de Corytibano e, em 1910 passou a se chamar Corytiba, como era chamado a capital do estado na época. Em 1912 a cidade mudou seu nome para Curytiba mas o clube não acompanhou a alteração. Em 1915 o clube tirou o “y” do nome, adotando a atual denominação.

 

João Viana Seller foi o primeiro presidente e passou, então, a preparar, juntamente com os demais companheiros, um campo para os treinos. Este campo foi feito no centro da pista de corridas do hipódromo do Guabirotuba.

 

A inauguração foi contra a equipe do Ponta Grossa Foot-Ball Club (nova denominação do Clube de Foot-ball de Tiro Pontagrossense) no dia 12 de junho de 1910. Vitoria do Coritiba por 5×3. Sucessivamente as duas equipes passaram a fazer amistosos para difundir o novo esporte.

 

Frederico Essendelfer (Fritz)Frederico Essendelfer (Fritz)
Integrou o primeiro time do Coritiba, sendo um dos pioneiros no futebol paranaense. Graças a ele o futebol foi introduzido em Curitiba, através de uma bola que trouxe da cidade de Pelotas, onde estivera por alguns meses. Além de dono da bola, Frederico (Fritz) Essenfelder era um dos melhores jogadores do Coritiba, sendo campeão em 1916, no primeiro título conquistado pelo Clube.
Nome Completo: Frederico Essenfelder
Nascimento: 23/06/1891
Posição: Líbero (“Center-half”)
Jogou de: 1909 a 1916
Títulos: Campeão Paranaense (1916)

 

fedato_coritibaAroldo FEDATO

Aroldo Fedato desponta na galeria de ídolos do Coxa por duas razões: é o jogador que por mais tempo vestiu a camisa do clube (13 anos) e o que mais ganhou titulos pelo Coritiba. Sua trajetória no clube começou em 1944, quando se profissionalizou, e acabou em 1957, quando encerrou a carreira.
Neste período, ele saiu apenas uma vez do clube. Foi em 1948, emprestado ao Botafogo para uma excursão na Bolívia. Foi o melhor do time nos amistosos e recebeu uma oferta milionária para a época, a fim de que se transferisse para General Severiano. Seu coração, porém, falou mais alto e ele seguiu no Coxa.
Fedato, dono de um estilo elegante e nunca adepto dos pontapés, recebeu, em 1951, o troféu Belfort Duarte, concedido por ele permanecer 80 jogos sem ser advertido com cartão amarelo ou vermelho. Esse é mais um prêmio em sua galeria, mas os principais são os sete títulos estaduais conquistados pelo Coritiba, em 1946, 47, 51, 52, 54, 56 e 57. Por isso, o zagueiro Fedato é uma das maiores glórias do futebol paranaense em todos os tempos.

couto_pereiraAntônio Couto Pereira (Alto da Glória)

Até 1977 o estadio se chamava Belfort Duarte, uma homenagem ao ex-jogador e, um dos fundadores do América do Rio de Janeiro. O major Antônio Couto Pereira foi presidente do Coritiba em dois mandatos: de 1926 a 1927 e de 1930 a 1933. Foi ele quem comprou o terreno e iniciou a construção do estádio.
O jogo inaugural foi no dia 15 de novembro de 1932, Coritiba 4 x 2 América/RJ, Gildo do coxa fez o primeiro gol do estadio.

OgAAABmSJVI65NBxrT_bshDfYIFqXtxch_wJfOYj72NOVt_Kz8iexjPPmJRp1cFH0qbfMWaelf0dAwWFAI_VCpF396IAm1T1UApnZdGqMSX7gCmZAoclOmz6ejMFBenedito Antunes Ribeiro. Dotado com um pé direito notável e certeiro, Ribeiro foi um centro médio com grande visão de jogo, que lhe permitia ser o “patrão” das equipes onde atuou, jogando ora nas costas dos atacantes, ora para o lado direito ou comandando o centro.

Atuou em vários clubes de São Paulo, Rio e Minas Gerais, chegando à equipes principais de seus clubes ainda muito jovem, tornado-se rapidamente notado e reconhecido. Foi da seleção paulista e atuava no São Caetano, quando foi contratado pelo time paranaense.

Em 1951, pelas mãos o então Diretor de Futebol, Cicero Bley, seu amigo e compadre, com Lula (canhãozinho do Parque Antártica) e Osvaldo transferiu-se para o Coritiba, ganhando imediatamente um lugar na equipe que conquistaria os Campeonatos das temporadas de 1951/52, contribuindo para esses títulos com muitos gols, marca excelente para um centro médio. Seriam eles, Ribeiro, Lula e Osvaldo, os primeiros verdadeiramente profissionais do Coritiba Futebol Clube. Pai do jornalista e compositor Cláudio Ribeiro, co-autor do Hino Oficial do Coritiba F. C.

 

Regino ReboliRegino Réboli, 93 anos, é o protagonista mais remoto do Coritiba dentro dos campos. Conhecido na década de 30 como o meia-direita “Hygino”, ele é o mais antigo jogador vivo na história do centenário Alviverde. Réboli foi homenageado pela diretoria do Coxa neste ano de 2009.

 

Hygino participou do Coritiba quando foi campeão do Torneiro Início em1930 e 1932 e do Campeonato da Cidade e do Campeonato Paranaense de Futebol de 1931. Da mesma maneira, quando foi campeão em1932 do Torneio dos Cronistas Esportivos. No mesmo ano foi inaugurado em 19 de novembro o estádio Belfort Duarte e lá estava Regino Réboli, pai de Homero Luiz Réboli, arquiteto e compositor, co-autor do Hino Oficial do Coritiba F. C.

 

Hino Oficial do Coritiba F. C.

Autores: Homero Reboli e Cláudio Ribeiro

 

C

Lá no alto de tantas glorias

Em              A7             Dm   A

Brilhou! Brilhou! Um novo sol!

Dm                                          G

Clareando com seus raios verde e branco

C

Encantando o país do futebol!

Gm                           A7                                        Dm

Palco de artistas jogadores de um passado sem igual

F         G                    C     Am

A arte de teus grandes valores

Dm              G                    C

O teu nome pelo mundo vai brilhar

G  C         G  C

Coritiba! Coritiba!

Em         E°      Dm

Campeão do Paraná

G

Tua camisa alve verde

C

Com orgulho para sempre ei de amar

Gm

Jogando pelos campos brasileiros

A7                          Dm

Despertando na torcida emoção

Fm                                   C   A

Coritiba campeão do povo

Dm            G       C

Alegria do meu coração

C                                   Am              Dm

Coxa! Coxa! É garra é força é tradição

Dm        G                                  C

Coxa! Coxa! Explode o coração!

Ouça aqui o Hino Oficial… Clique

Hino Oficial

    Author: Redação

    Share This Post On