Cultura é prioridade

Chegamos em outubro. Mes em que se comemora e homenageia o professor, instrumento de cultura. E ela, a cultura está presente em tudo. Assim como a educação e o educador. Ela, a cultura envolve o pensamento de forma abrangente, desde a construção simbólica. Sem ela, assim como sem o professor, não há como imaginar um processo de desenvolvimento intenso. A Cultura está presente em todas as ações da sociedade. A resignação e o inconformismo com que o cidadão encara sua realidade é, sobretudo, uma conduta cultural. O próprio fato de o indivíduo se perceber enquanto cidadão é fruto de condicionantes culturais e históricas. Mas a verdade é que ainda o acesso aos bens culturais é restrito no Brasil – apenas 21,9% dos municípios têm museus, somente 8,7% têm salas de cinema e a população que vai ao cinema pelo menos uma vez por mês não ultrapassa os 14% (dados do IBGE). Os brasileiros anseiam, mais do que nunca, por bens materiais para sobreviverem, mas também desejam fruir de bens simbólicos, imateriais (culturais) e espirituais. É nesse contexto que assume centralidade jamais vista a questão do direito à cultura como direito humano, pois o próximo salto da humanidade deverá ser cultural. Tendo isso em vista, a Cultura, assim como a educação e o professor,  deve ser prioridade nas ações de governos – municipal, estadual e federal que se pretenda progressista e transformador.

Cláudio Ribeiro

 

Jornalista – Compositor

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *