Vale Cultura é destinado ao trabalhador com carteira assinada

Vale Cultura. Vale 50 reais por mês. Pode usar na compra de livro, entrada de cinema, mesmo na meia, e tal. Antes, um aviso de novo.

Já existem rodando por aí 223 mil cartões de Vale Cultura. Dá uns 25 bilhões de reais por ano.

Os que já usam, a pesquisa garante que estão sendo aplicados na compra de livros. Quase a maioria. 82 por cento. Mas pode ser usado em outras coisas também.

Antes, uns detalhes importantes. Só pode ter Vale Cultura trabalhador com carteira assinada. Tem preferência quem recebe até cinco salários mínimos por mês.

Quem ganha acima disso pode ser até que nem valha a pena pedir o Vale Cultura. E por que?

De acordo com a lei, e se a empresa quiser, pode descontar uma parte dos 50 reais. Mas tem que ser assim. Até um salário mínimo, desconta um real.

De um a dois salários mínimos, desconta dois reais. Paga 48. De dois a três salários, desconta três reais. De quatro a cinco, menos quatro reais. Fica 46. E acima disso?

Se a empresa quiser, pode descontar de 20 a 90 por cento do trabalhador que recebe mais do que cinco salário mínimos e estiver interessado em ter o Vale Cultura.

Sempre através da firma, do patrão. Precisa se cadastrar, escolher a empresa do cartão na lista aprovada, e pagar as despesas. No caso do desconto, pode chegar até aos 45 reais. Daí, não vale a pena.

Atenção. Vale Cultura. Só para quem tem carteira assinada. O patrão paga as despesas de administração. Mas pode descontar alguma coisa.

As despesas são pagas pelo patrão e pelo governo. É uma parceria. Só pode ser feito através da empresa onde a pessoa trabalha. Pode ser através de negociação coletiva. Ou não. A pessoa não é obrigada a pedir. Nem a empresa a dar.

 

 

    Author: Redação

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *